2022/01/31

Ataque ao site do Parlamento não foi feito pelo Lapsus Group

O anúncio de que o site do Parlamento foi atacado pelo grupo Lapsus Group poderá ter sido feito por um indivíduo ou grupo que quis desviar as atenções.

O Lapsus Group ganhou visibilidade em Portugal depois de recentemente ter feito um ataque de ransomware que encerrou os sites do Expresso e SIC Notícias, e por isso não seria de estranhar que agora tivessem repetido o feito com o site do Parlamento.

O anúncio foi feito num fórum de hackers, onde também era referido que o site utilizava tecnologia ultrapassada e sem qualquer segurança, chegando ao cúmulo de revelar que algumas das passwords utilizadas eram a bem conhecida "123456". Só que, as coisas poderão não ser bem assim.

É bem possível que o site do Parlamento tenha sido atacado (esteve indisponível por algum tempo) e que as críticas feitas sejam válidas; mas tudo indica que não foi o Lapsus Group a fazê-lo.

O Lapsus Group já veio referir, usando a sua conta do Telegram onde normalmente anuncia todos os seus ataques, que não utiliza fórums ou Twitter, e que este anúncio terá sido feito por um impostor que está a tentar atirar as culpas para o grupo.

Neste momento ainda nem sequer se pode confirmar se realmente terá havido um ataque, já que o site se tem mantido em funcionamento - e no caso de um ataque "a sério", seria pouco provável que tivessem conseguido repôr tudo em poucos minutos.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]