2022/03/05

Cogent desliga ligação internet à Rússia

A Cogent, responsável por um dos maiores backbones da internet a nível mundial, desligou as ligações na Rússia em resposta à invasão da Ucrânia.

Os efeitos da guerra entre Rússia e Ucrânia estão também a alastrar no mundo digital. A Rússia bloqueou o acesso ao Facebook e Twitter por estes estarem a bloquear contas de propaganda russa, mas agora a guerra chega também à própria infraestrutura, com a Cogent a dizer que desligou as ligações na Rússia.

A Cogent é responsável por um dos maiores backbones da internet, as "auto-estradas" que permitem que as comunicações da internet fluam livremente pelo mundo, e que assim contribui para que a Rússia fique um pouco mais isolada do resto do mundo. Uma medida que é aplaudida por uns por reduzir a propagação de propaganda russa, mas que é também criticada por outros ao criar uma nova "cortina de ferro" digital que isolará os cidadãos russos do resto do mundo e dificultará o processo de obterem informações sobre o que se passa.

É um equilíbrio delicado, tentar manter a dita liberdade de expressão sem se entrar no campo da normalização da censura, enquanto por outro lado se combate uma demagogia desenfreada em que se tenta reescrever a realidade e eliminar qualquer distinção entre verdade, mentira, realidade e ficção. Mas o mais triste é ver que como é fácil que, numa questão de dias, se retrocedam décadas numa sociedade que se diz civilizada, e que por esta altura melhor faria em estar unida globalmente para tentar salvar o planeta em vez de acelerar a sua destruição.

2 comentários:

  1. Curiosamente, estão a fazer um pequeno favor ao Putin.

    Assim é mais fácil manter o controlo sobre a informação a que o povo russo terá acesso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se até agora aquele povo ainda não resolveu avançar para um '25 de abril' com tudo o que a liderança tem feito nas últimas décadas, não estou a ver que diferença irá fazer o corte.

      Eliminar

[pub]