2022/03/08

Nintendo Switch OLED com burn-in - após 3600 horas de conteúdo estático

Um teste demonstrou a resistência da nova Nintendo Switch com ecrã OLED ao burn-in.

Há algum tempo que já não é necessário ter uma preocupação especial com o burn-in nos ecrãs OLED - a não ser em circunstâncias especiais - e a nova Nintendo Switch é prova disso mesmo. Com a transição para um ecrã OLED, a Nintendo Switch ganhou cores mais vibrantes e um contraste superior, mas com isso chegaram as habituais preocupações sobre como iria lidar com horas e horas de jogos com elementos de interface estáticos no ecrã.

Pois bem, um teste extremamente abusivo, que manteve uma imagem estática com elementos de alto contraste, e com brilho no máximo, demonstrou que serão necessárias cerca de 3600 horas até que o efeito de burn-in se comece a notar de forma notória. Ou seja, seriam necessários 5 meses com uma mesma imagem!

Eu já teria ficado surpreendido se o ecrã se tivesse aguentado "apenas" 1800 horas, mas com este teste a ter chegado ao dobro do tempo, não há qualquer motivo para não optarem pela Switch OLED.


1 comentário:

[pub]