2022/03/20

Telegram bloqueado no Brasil - por não ter visto emails

O Telegram foi bloqueado no Brasil por disseminar desinformação, mas o Telegram diz que não soube disso até ser tarde demais.

Assiste-se a uma situação caricata no Brasil. O Telegram, bastante popular, foi suspenso por ordem do Supremo Tribunal por ser uma plataforma que está a ser usada para disseminar desinformação - é a plataforma de eleição que Bolsonaro utiliza - e que ignorou repetidamente os pedidos para suspender as contas indicadas. Mas é aqui a que situação se torna ainda mais estranha.

Foi o próprio fundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, que veio explicar publicamente que a situação se deve a um simple lapso com que muitos se poderão identificar: de que o Telegram não sabia desses pedidos, por não estarem a ser enviados para o endereço de email adequado.

Pedindo desculpa ao Tribunal, o CEO relembra que no passado sempre cumpriu com tais pedidos, mas que tinha indicado que os mesmos passassem a ser feitos para um endereço de email dedicado a essa tarefa. No entanto, o Tribunal terá continuado a usar o endereço de email genérico, e que, por algum motivo, levou a que esses pedidos passassem despercebidos.

Veremos se a situação poderá ser resolvida a tempo, já que o Tribunal tinha dado 5 dias à Apple e Google para removerem a app, e para todos os operadores de telecomunicações bloquearem a sua utilização.


Actualização: a ordem de bloqueio já foi suspensa.

3 comentários:

  1. É o aproximar das eleições no Brasil, a esquerda a tentar controlar todos os médias...

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Não existem sistemas de governação de nações perfeitos, mas os sistemas democráticos serão, muito provavelmente, os menos imperfeitos de todos.

      São ineficientes do ponto de vista económico, mas eficientes no que respeita à representatividade das vontades dos cidadãos.

      Compete aos cidadãos participarem mais ativamente nas democracias para as melhorar.

      Eliminar

[pub]