2022/09/13

A16 da Apple dá salto no GPU

O novo A16 da Apple usado nos iPhone 14 Pro reserva as melhorias para o GPU.

Depois dos relatos iniciais de que o chip A16 da Apple seria pouco mais rápido que o A15 da geração anterior - e que também será usado nos iPhone 14 não-Pro - chegam mais benchmarks que dão uma ideia mais completa do que se pode esperar deste novos chips.

De acordo com os resultados no AnTuTu, os novos iPhone 14 Pro e 14 Pro Max conseguem atingir resultados de 978147 e 972936, representando uma melhoria de cerca de 19% face aos iPhone 13 Pro do ano passado (831172 e 823024). Os resultados individualizados indicam uma melhoria de 17% no CPU, 10% na memória, sendo que o salto mais significativo aconte no GPU, que consegue uma melhoria de 28% face à geração anterior.
É estranho que a Apple não tenha dado destaque a esta melhoria no GPU, mas é algo que poderá ser indicador dos trabalhos que tem feito a nível dos chips M1 para os iPads e Macs, e que seguramente também irão ser aproveitados para os seus futuros óculos VR.

Como sempre, mais importante que os números obtidos em benchmarks, é a forma como depois isto se traduz na experiência de utilização no dia a dia.

1 comentário:

  1. A diferença é zero. É quase como perguntar que diferença se nota entre um carro com 300 cv e um de 350 cv numa estrada de 50 kmh quando vai tomar café... se os iPhones 11 ou 12 tivessem um ecrã de 120 Hz e as mesmas funções activas do 14, provavelmente só 1% iria notar uma diferença. Então só 13 para o 14 a diferença será zero.

    Os iPhones têm um conector muito lento, não têm modo desktop e no geral o iOS tem muitas limitações propositadas (como o IPadOS), assim que meterem mais RAM e chips potentes não tem interesse.

    ResponderEliminar

[pub]