2022/09/01

Sensor de roupa seca deixa de funcionar com encerramento dos servidores

O sensor SmartDry que detectava a roupa seca nas máquinas vai tornar-se num pisa-papel com o encerramento dos servidores no próximo mês.

O sensor SmartDry da Connected Life Labs - nome curioso para uma empresa que vai ficar desconectada - torna-se no mais recente exemplo do risco da aposta em produtos que dependem da cloud para funcionar. O sensor prometia poupança energética, detectando a roupa seca no interior das máquinas de secar com maior precisão do que os sensores das máquinas (especialmente nos casos das que fazem ciclos temporizados, independentemente das condições da roupa), mas a partir do próximo mês deixará de funcionar, uma vez que estava dependente dos serviços na cloud que serão encerrados com o fecho da empresa.

É um caso que demonstra, uma vez mais, a importância crítica de não se investir em nenhum produto para a casa que não possa assegurar o funcionamento em modo completamente offline.

Também neste caso, a possibilidade de continuar a usar este sensor fica agora dependente da capacidade dos utilizadores conseguirem reprogramar o seu firmware com uma versão alternativa criada pela comunidade. Um procedimento que infelizmente estará além das capacidades da maioria dos consumidores que esperava ter um produto pronto a usar, e que agora irá fazer parte dos que são afectados pelos produtos prontos a não usar quando o fabricante encerra as portas.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]