2022/10/27

Disco do jogo Call of Duty: Modern Warfare 2 vem vazio

Quem comprou a edição física do jogo Call of Duty: Modern Warfare 2 está a deparar-se com um disco "vazio" que obriga a fazer o download do jogo da internet.

Vivemos tempos curiosos, e agora temos mais um exemplo do ponto a que se chegou, em que até os discos de jogos funcionam quase como efeito placebo (ou nem tanto). Quem opta por comprar um jogo em formato físico, fá-lo normalmente para tentar evitar descarregar dezenas ou centenas de gigabytes. É algo que nos últimos anos já acaba por não se concretizar, já que é extremamente provável que na altura em que o jogo for lançado, a instalação inicial do jogo informe o utilizador que é necessário efectuar "uma actualização", que na prática equivale a ter que descarregar o jogo completamente de novo.

É algo que neste Call of Duty: Modern Warfare 2 os editores nem sequer se deram ao trabalho de disfarçar, incluindo no disco apenas 72 MB que pouco ajudam a evitar o download dos cerca de 150 GB que o jogo acaba por ter.


Infelizmente já pouco se pode fazer nesta altura. Poderia argumentar-se que ter o jogo completo em disco permitiria manter o jogo para a posteridade, mas com as activações digitais e dependência da cloud, nem um jogo completo em disco escapa - sucumbindo ao encerramento dos servidores que inevitavelmente acontece ao fim de alguns anos (e que indirectamente obriga os legítimos compradores de um jogo a procurarem por versões pirateada ou crackadas, para poderem jogar um jogo que compraram).

Mas não deixa de ser curiosa a evolução: das máquinas de jogos que apenas tinham um único jogo gravado nos seus chips electrónicos; às consolas que permitiam trocar de jogo trocando-se um cartucho que tinha os chips físicos; aos computadores e consolas genéricas que podiam correr jogos instalados, que ao longo do tempo eram fornecidos em cassetes, disquetes, CDs ou DVDs, à medida que o espaço ocupado foi crescendo; aos jogos que ocasionalmente disponibilizam actualizações através da internet; aos jogos puramente digitais que tinham que ser descarregados integralmente da internet; e agora ao jogos que apesar de terem edição "supostamente física", apenas enviam uma rodela de plástico simbólica para os jogadores, que não evita que tenham que aguardar horas a descarregar centenas de gigabytes da net.

Vai ser interessante, daqui por 20 anos, colocar um destes discos numa consola para o tentar jogar...

2 comentários:

  1. Nada melhor do que virar costas a esse setor.

    Basta de dependências inúteis.

    ResponderEliminar
  2. Está na thread a dizer que isso é o tamanho do update e não do jogo. e que na caixa o jogo diz que precisa de acesso à internet. parece-me alarido por alguém que interpretou mal as coisas?

    ResponderEliminar

[pub]