2022/11/13

Tesla quer a sua ficha como standard nos EUA

Apesar das fichas CCS se terem tornado no standard na Europa, nos EUA a Tesla quer que o standard seja a sua ficha.

Apesar do sector automóvel ter, a seu tempo, estabilizado a nível das fichas de carregamentos dos carros eléctricos, a Tesla quer que a sua ficha se torne no standard nos EUA. As fichas CCS têm dominado na Europa e têm lentamente conquistado terreno nos EUA, mas por lá ainda estão em desvantagem numérica face ao número de automóveis Tesla nas estradas.

A ficha da Tesla foi criada numa altura em que ainda não havia predominância de qualquer standard, e existem especialistas que dizem que é uma solução mais eficiente e ergonómica face ao CCS. No entanto, o facto de ser uma ficha criada pela Tesla tem desincentivado que outros fabricantes a utilizem, coisa que a empresa de Elon Musk espera mudar ao disponibilizar a ficha como standard disponível para que outros a adoptem.
A Tesla passa a designar a sua ficha como North American Charging Standard (NACS), e refere que neste momento há mais do dobro de veículos nas estradas com esta ficha face aos carros com CCS, e que existem 60% mais postos de carregamento Supercharger com fichas NACS do que postos com CCS.

Claro que esta intenção não é inteiramente altruísta. A transformação da ficha proprietária Tesla em ficha standard, permitirá à Tesla candidatar-se aos fundos de "biliões" de dólares que o governo dos EUA disponibilizou para criação de postos de carregamento eléctricos - que têm o pressuposto de não serem postos proprietários para uma só marca.


Actualização: aparentemente a ficha da Tesla poderá suportar até 900 kW.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]