2016/04/07

Milhões de Filipinos com os dados expostos na net - incluindo impressões digitais


Ainda hoje falávamos do enorme roubo de dados de 50 milhões de cidadãos turcos, e eis que nas Filipinas temos um caso ainda pior, com o roubo de dados que incluem as próprias impressões digitais de milhões de cidadãos.

São 55 milhões de Filipinos que viram os seus dados expostos publicamente na internet, incluindo alguns milhões com o número dos respectivos passaportes e datas de expiração (dados particularmente sensíveis para falsificações e roubo de identidade) que também incluem 15.8 milhões de impressões digitais.

Ora... se isto não é a situação apocalíptica para a qual os opositores dos sensores de impressões digitais vinham a alertar, não sei o que o seja. Ao contrário de dados que possam ser facilmente actualizados ou alterados, uma impressão digital, depois de exposta ao mundo, nunca mais voltará a ser segura - sendo apenas uma questão de tempo até que se criem as ferramentas adequadas a poder abusar delas de forma automatizada (se é que já não existem).

Mais caricato é que os responsáveis da Comissão de Eleições, a quem foram roubados estes dados, continuam a dizer que o caso não é grave e que os hackers não conseguiram roubar nada, e que se tratavam apenas de dados que estavam publicamente disponíveis(?) Ora... contra isso não há argumentos: "Sr. Polícia, os ladrões não roubaram nada, porque eu até deixei a porta aberta e tudo". :P

Bem... mas é melhor não gozar, que qualquer dia ainda nos arriscamos a dar uma notícia idêntica, mas no nosso próprio país.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]