2016/05/01

Europa quer facilitar censura por parte das redes sociais?


Uma proposta de lei europeia sobre a regulamentação de conteúdos ilegais e prejudiciais está a preocupar aqueles que se preocupam com potencial privatização da censura que tal medida permitirá, facilitando que as redes sociais ganhem a liberdade legal para manipularem os conteúdos que apresentam.

A proposta de lei parece ser mais um daqueles exemplos que apenas faz sentido num círculo de burocratas que parece ter perdido toda a ligação ao mundo real, apregoando supostas boas intenções para o controlo dos conteúdos indesejados, mas sem nunca entrar em detalhes quanto a dados ou medidas concretas.

Assim, deparamos-nos com coisas como a obrigação de que os gigantes tecnológicos deverão implementar medidas "mais eficiente" para proteger "os valores da sociedade" - deixando no ar qual a referência para que tal "eficiência" seja medida, ou quais os "valores", e quem ou o quê é que terá a responsabilidade de saber se tal coisa está a ser feita devidamente, ou exageradamente. De acordo com a proposta da Comissão Europeia, é algo que deverá ser feito "de forma voluntária" pelas próprias redes.

Para ajudar, a proposta dá a entender que estas redes poderão começar a ser responsabilizadas pelos conteúdos potencialmente ilegais partilhados pelos utilizadores (coisa da qual, neste momento, se encontram protegidas) - o que potenciaria ainda mais a censura pela prevenção, já que compreensivelmente nenhuma dela se arriscaria a querer publicar qualquer conteúdo que pudesse vir a ser alvo de um processo.


... Depois que se admirem de grande parte dos utilizadores começarem a migrar para áreas da internet que escapem aos controlos tradicionais...

1 comentário:

  1. Que coisa tão obscura. É ver o pessoal a aprender a utilizar a rede TOR à força toda.

    ResponderEliminar

[pub]