2016/05/12

Ex-engenheiro da uBeam diz que a tecnologia "milagrosa" não funciona


A muito aguardada tecnologia da uBeam que promete carregar todo o tipo de equipamentos usando ultra-sons tem tardado em fazer demonstrações públicas, e agora o ex-responsável pela área de engenharia denuncia publicamente que o sistema simplesmente não consegue cumprir com o prometido.

O uBeam tem prometido uma revolução na transmissão de energia sem fios usando ultra-sons desde 2013, e no ano seguinte comprometendo-se novamente a que a sua tecnologia chegaria ao mercado até 2016, e mais recentemente voltando a frisar que a sua tecnologia é completamente segura. Talvez seja... mas antes de ser segura teria que funcionar, e agora surgem acusações de peso, de que a tecnologia uBeam simplesmente não funciona como o anunciado - e quem o diz é o ex-responsável pela parte de engenharia da empresa.

O cepticismo quanto às promessas feitas, de carregamento de grandes potências a vários metros de distância, acompanhou este sistema desde início; e muitos foram os pedidos para que a empresa fizesse demonstrações públicas que pudessem ser comprovadas cientificamente. Demonstrações que nunca foram feitas; e críticas que foram sempre respondidas com coisas do género: "fizemos avanços revolucionários que temos que manter em segredo até obtermos as patentes". Respostas que serviriam para ir alimentando as esperanças de alguns, mas que agora parecem cair por terra.

Paul Reynolds era o VP of Engineering da uBeam, e publicou uma série de artigos onde desmascara a empresa e a sua CEO, e não deixando de referir outros sinais claros de alarme, como o abandono da CFO Monica Hushen (que já tinha trabalhado na Apple) numa altura em que supostamente a empresa estaria a entrar na fase em que iria começar a colocar a sua tecnologia no mercado.

Enfim... por muito que se quisesse acreditar que seria desta que teríamos electricidade wireless de forma eficiente (mesmo com todas as reservas que sempre fomos colocando desde o início) parece que é mais um caso em que quando as coisas parecem demasiado boas para ser verdade... é porque o são.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]