2016/06/20

iMessage no Android? Apple diz "não, obrigado"

Aos pedidos dos utilizadores de iPhones que desejariam utilizar o iMessage para comunicarem também com quem tem Android, a Apple responde dizendo que é suficiente permitir a comunicação entre dispositivos iOS - como nos conta o nosso Luis Costa.


As aplicações para troca de mensagens são um dos sectores mais disputados no mundo da tecnologia, com inúmeros concorrentes a digladiarem-se por uma quota de mercado. A Google tem andada perdida por entre várias opções para tratar dos SMS, isto ao mesmo tempo que a sua aplicação para chat (hangouts) continua à espera de uma actualização de peso.

Primeiro trouxe os SMS para os Hangouts, depois criou uma aplicação especificamente para este efeito. Depois apresentou o Spaces para conversas em grupo. Como isto não foi suficiente, no Google I/O apresentou o Allo e o Duo, mais duas aplicações para conversar com os amigos. Resumindo, muita confusão e uma clara ausência de uma rumo bem definido.

O Facebook também aposta em força nos serviços de mensagens e tirando partido do seu alargado leque de utilizadores. O facto estar a obrigar os utilizadores a utilizarem o Messenger em vez do chat via web mobile, ao mesmo que traz os SMS para esta aplicação, mostra o seu empenho em potencializar a plataforma.



Nos últimos tempos correram rumores que a Apple estaria a preparar o alargamento do seu iMessage a outras plataformas, estando naturalmente o Android no topo das opções para receber esta aplicação. Mas afinal, não passaram de rumores, não tendo sido feita qualquer referência a esta situação no WWDC. Confesso que sou um ilustre desconhecedor do mundo iOS, mas este assunto fez-me pesquisar um pouco para perceber o que estaria a motivar todo este interesse à volta do iMessage.

Um dos sites que mais de perto acompanha o mundo da Apple é The Verge, e  no resumo que apresentaram dos pontos mais importantes referentes ao WWDC, o iMessege é alvo de uma referência:

A última mensagem penso que diz tudo: o iMessage está a transformar-se num misto de Snapachat-WhatsApp-FB Messenger; assemelhando-se cada vez mais a essas apps... mas com a grande diferença de só funcionar entre utilizadores iOS.nada de especial.

Este parece ser também o sentimento da Apple, que considera suficientes os utilizadores do iMessage, não necessitando de alargar este universo para recolher dados para desenvolvimento da sua área de inteligência artificial. Outro dos aspectos referidos (e que já se imaginaria) é que mantendo o iMessage exclusivo também servirá como trunfo para garantir a fidelização dos seus clientes.

É uma pena que seja este o pensamento que regula a actuação das diferentes empresas, impossibilitando os utilizadores de  interagir directamente entre si. Tudo isto faz-me recordar os tempos do Trillian no Windows. Provavelmente, a solução terá de passar por algo deste género, com uma aplicação que seja capaz de interligar grande parte das plataformas de chat.

Até lá, o que parece escapar à Apple é que todos os seus utilizadores que desejarem falar com amigos e familiares que usam equipamentos Android, são assim incentivados a procurar apps de mensagens alternativas... deixando de utilizar o iMessage.

Por: Luis Costa

1 comentário:

  1. Não sei qual é o problema.

    Se eu (utilizador iphone), quiser falar com um amigo utilizador Android, posso usar na mesma o iMessage, que ele envia por SMS/MMS.

    Ou usar uma App multi-plataforma.

    Sim, a Apple podia lançar o iMessage para outros sistemas, mas nunca teria a integração e segurança que tem, por isso, não, obrigado.

    ResponderEliminar

[pub]