2016/08/04

Análise ao Huawei P9 Lite

Depois de termos analisado o Huawei P9, chega a vez do seu "irmão mais novo", o Huawei P9 Lite, um dispositivo com especificações mais modestas mas que nem por isso deixam de ser interessantes. O Nuno Barros conta-nos o que achou dele...


O Huawei P9 Lite



O Huawei P9 lite é o novo modelo de gama média da marca chinesa e chega ao mercado nacional com o objectivo de bater a concorrência neste importante segmento onde existe uma concorrência cada vez mais feroz. Equipado com um processador Kirin 650 de 64 bit octa-core, com quatro núcloes a 1.7GHz e outros quatro núcleos a 2GHz, o P9 lite conta com 3 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno, dos quais apenas estão disponíveis cerca de 10 GB. O processamento gráfico fica a cargo dum GPU Mali-T830MP2.

O ecrã LCD do P9 lite mede 5,2 polegadas e apresenta uma resolução full HD, uma evolução relativamente ao ecrã HD do seu antecessor. O slot para cartões permite a utilização simultânea de dois cartões nano SIM ou um nano SIM e um cartão micro SD (até 256GB) para expansão do armazenamento interno. O sistema operativo deste P9 lite é o Android 6.0 Marshmallow e, tal como acontece nos restantes modelos da Huawei, o interface EMUI, na sua versão 4.1, vem camuflar o interface de origem da Google.

A principal novidade do P9 lite vai para o sensor de impressões digitais, inexistente no seu antecessor, e que aparece colocado na parte traseira do equipamento.



Em termos de design, nota-se uma evolução relativamente ao P8 lite, seguindo um estilo muito semelhante ao do seu “irmão mais velho” P9, sendo uma das principais diferenças (para além da óbvia e natural diferença ao nível das lentes da câmara) a utilização do alumínio apenas no aro lateral, enquanto a traseira é construida em policarbonato.

Especificações completas do Huawei P9 lite


Em funcionamento


Tal como referido, o P9 lite recorre ao EMUI 4.1, sem a presença da tradicional “gaveta de aplicações” mas com as suas pastas e ícones fáceis de organizar, o que permite uma fácil adaptação a qualquer utilizador que esteja a usar um smartphone da Huawei pela primeira vez.


Os muitos temas disponíveis no EMUI continuam a ser uma das apostas da Huawei e permitem adaptar o interface do smartphone (e até os ícones das apps) ao gosto de cada um. A bateria de 3.000 mAh é mais do que suficiente para garantir um dia de utilização, mesmo em condições mais intensas mas, como seria de esperar, não consegue resistir a jogadores de Ingress ou Pokémon Go ;-)

Tal como acontece no P9, também este modelo lite conta com a funcionalidade WiFi+, que permite escolher automaticamente se deve utilizar uma ligação WiFi ou de dados móveis, garantindo a permanente ligação ao mundo, mas que apresenta o inconveniente de potencialmente resultar em contas acrescidas ou terminar rapidamente com o vosso plano de dados.

No que diz respeito a testes de benchmark, o P9 lite apresenta resultados dentro do espectável: no Geekbench 3 o resultado é de 3902 pontos, enquanto no Antutu chega aos 53609, um resultado que se pode considerar normal para um equipamento de gama média.



A qualidade do som emitido pela coluna na parte inferior do P9 lite foi talvez o aspecto que mais me surpreendeu pela positiva. Quase parecia que estava a utilizar uma coluna bluetooth para ouvir música, tal a qualidade do som emitido, e onde surpreendentemente até se consegue notar alguma qualidade nos baixos. A qualidade do som é conseguida graças ao processador de áudio Hisilicon Hi6402 em conjunto com as colunas de design integrado.

Não posso deixar de salientar o facto desta unidade de teste que nos foi disponibilizada pela Huawei vir com alguns bugs relativamente às versões de software instaladas (nas definições, indicava que a versão do EMUI era a 2.0, estava com Android 4.3 e tinha apenas 1GB de RAM), o que não corresponde à realidade. Após um upgrade de firmware, esta situação ficou normalizada, passando a aparecer as indicações correctas (no entanto, teve que ser instalada uma versão de firmware do Cambodja, porque a unidade de testes é um modelo asiático - VNS-L31 e não o VNS-L21 que está à venda na Europa - detalhes que em nada afectarão quem optar por comprar os modelos que temos à venda nas nossas lojas).

Câmara


Neste aspecto as diferenças entre o P9 lite e o seu "irmão mais velho" são notórias. Aqui estamos perante uma câmara que utiliza apenas uma lente e sensor, tal como a grande maioria dos smartphones, com sensor Sony IMX214 de 13 MP na câmara traseira e 8MP na frontal, ambos com abertura de f/2.0.

Quanto a funcionalidades, destaque para o modo Selfie que permite a aplicação de efeitos e ainda para o modo profissional (tanto nas fotos como no vídeo), que possibilitam a configuração de todos os parâmetros da câmara tal como se estivessemos a utilizar um equipamento profissional.

A câmara do P9 lite apresenta ainda funcionalidades ao nível da aplicação de efeitos e filtros, evitando o recurso a apps de terceiros para esta finalidade.




Apreciação Final

O P9 lite vem demonstrar que a Huawei continua apostada em aumentar ainda mais a sua quota no mercado móvel, apresentando equipamentos de qualidade, não só no segmento alto, mas também na gama média.

Tal como já acontecia com o P8 lite, o P9 lite revela ser uma boa escolha para quem quer um equipamento de qualidade mas não está na disposição de pagar um balúrdio por um smartphone de gama alta. No entanto, com tanta concorrência na gama média do mercado de smartphones, poderá ser um pouco complicado justificar os cerca de 330 euros que a Huawei indica como preço recomendado para o P9 lite no mercado nacional (é claro que há lojas a vendê-lo abaixo do preço recomendado - ver no final do artigo).



Huawei P9 Lite


Quente

Prós:

  • sensor de impressões digitais
  • qualidade de construção
  • qualidade do som

Contras:

  • preço recomendado de €330


O Huawei P9 Lite tem um preço recomendado de aproximadamente €330, mas é possível encontrá-lo à venda a partir de €274,90e também nas lojas online dos operadores nacionais:
  • MEO: €289,99 (desbloqueado)
  • Vodafone: €294,90
  • NOS: €309,98 (desbloqueado)

Por: Nuno Barros


Galeria de imagens







8 comentários:

  1. Penso que o dispositivo só tem uma coluna, sendo a outra suposta saída o microfone.

    Adquiri um no sábado passado e realmente só debita som do lado direito, não é stereo :)

    ResponderEliminar
  2. estou encantado com o meu. Claro que levou logo com o google launcher, apesar de reconhecer que o interface até não era mau. Tem uma data de integrações interessantes. Na vodafone custou 170 (com pontos)

    ResponderEliminar
  3. boa tarde. quero um telemovel, mas nao estou disposta a pagar mais de 300 euros. e este huawei P9 lite, está a 296 euros numa loja. Eu quero o telemovel para gravar aulas. E gostaria de um com excelente som, e que gravasse as aulas todas. o meu anterior ao fim de 1 hora parava de gravar. Acha que esta é uma escolha acertada? entre este e o vodafone smart ultra 7, em termmos de som , qual aconselha? obrigada e agradecia mesmo muito uma resposta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia
      Uma vez que não testámos o Vodafone Smart Ultra 7 não podemos dar uma resposta concreta, apenas baseada nas especificações técnicas de cada um dos smartphones e parece-me que o Huawei será melhor em quase todos os aspectos, excepto na capacidade de armazenamento (Huawei: 16GB / Vodafone: 32GB).
      Quanto à gravação de som, não foi feito nenhum teste desta funcionalidade, pelo que não podemos dar uma resposta quanto à qualidade da gravação de som, mas o facto de parar de gravar ao fim de 1 hora pode ser uma limitação do software de gravação que estava a ser utilizado.
      Na Play Store não faltam opções de software de gravação, é uma questão de ir experimentando até encontrar uma que se adapte às suas necessidades.

      Eliminar
  4. Gostaria de saber onde posso alterar o tamanho das SMS porque utilizo poucos caracteres e altera logo para MMS

    ResponderEliminar

[pub]