2016/11/29

Notícias do dia

A Apple poderá estar a preparar um iPad sem Home Button para 2017; os Lenovo ZUK Z2 e Z2 Pro estão em promoção; vimos que tal se comporta a impressora 3D Blocks One feita em Portugal; o SwiftKey para Android ganha atalhos e modo incógnito; e ainda como acabar com o spam via convites de eventos no iPhone.

Antes de passarmos às notícias do dia, não estranhem a ausência de passatempo da semana... pois é apenas a pausa que antecede a verdadeira tempestade de prémios que temos preparada para Dezembro. :)

Rússia aposta no Sailfish da Jolla como alternativa ao Android e iOS


As chatices de uns são a oportunidade de outros, e a Jolla bem que agradecerá o voto de confiança que parte da desconfiança do Governo Russo em utilizar o Android e iOS de empresas norte-americanas. O Sailfish foi certificado para uso estatal na Rússia o que, no mínimo, ajudará a que esta plataforma - que se poderá considerar a sucessora espiritual da velha Nokia - vá sobrevivendo.

O Sailfish é o sucessor do MeeGo, o projecto que a Nokia não quis lançar a tempo e horas, e que fez com que muitos dos engenheiros deste projecto saíssem para fazerem aquilo que achavam que deveria ser feito. Infelizmente, não têm tido a vida facilitada frente ao domínio das plataformas Android e iOS, pelo que será interessante ver que tal esta ajuda dada pela Rússia afectará a sua actividade no resto do mundo.


Amazon prepara Echo com ecrã para 2017



A Amazon ficou surpreendida com o sucesso que o Echo teve (mais de 5 milhões vendidos) ao levar a sua assistente Alexa para casa dos seus clientes; mas prepara-se já para tentar tirar proveito desse sucesso com o lançamento de uma versão mais evoluída e com ecrã. Esta versão será potencialmente orientada para ser colocada nas cozinhas, local onde poderá ser útil o modo "mãos livres" de falar com a Alexa, mas também a apresentação de informação visual (um exemplo óbvio: a apresentação de receitas, ou até o acompanhamento de vídeos demonstrativos, ou programas da Amazon Video).

Só falta saber se a Amazon conseguirá definir um preço suficientemente atractivo que não impeça o sucesso deste novo produto.


HP demonstra "The Machine"



A máquina "The Machine" da HP promete revolucionar os computadores com todo um novo paradigma de processamento que assenta em memória não volátil e em barramentos ópticos de alta-velocidade, e embora ainda se tenha um longo caminho a percorrer temos finalmente um primeiro protótipo que parece comprovar a validade desta arquitectura.

Este sistema pode ser até 8000 vezes mais rápido que os computadores tradicionais em determinados tipos de processamento, e virá ampliar ainda mais os potenciais avanços que se poderão fazer em áreas como a inteligência artificial. Mas para isso será necessário que o amadurecimento da tecnologia que a torna possível, e isso é algo que poderá demorar ainda mais um par de anos.


Cyanogen Inc chega ao fim?



As aventuras da Cyanogen pela aposta empresarial parecem estar prestes a chegar ao fim, com a notícia de que a Cyanogen Inc. vai encerrar os escritórios em Seattle e se prepara para mais uma ronda de despedimentos.

Já anteriormente tinham sido dadas indicações de que a Cyaongen Inc iria deixar de apostar na componente de ser um sistema Android alternativo ao Android, e apostar nas apps e serviços. Mas com este encerramento parece que todos os planos ficam postos em causa. A ver o que daqui sai quando a "poeira" assentar.


Transformador de 1.2 milhões de volts entra em funcionamento na Índia


O conceito de "alta-tensão" terá que ser repensado, pois a ABB criou um transformador de ultra-alta-voltagem que atinge os 1.2 milhões de volts e será utilizado para aumentar a rede de distribuição eléctrica na Índia, país que tem tido grandes dificuldades em lidar com o problema da necessidade sempre crescente de energia.




As linhas em tensões mais elevadas permitem transportar maiores quantidades de electricidade a maiores distâncias, com maior eficiência. E se estão a imaginar como é que se "liga e desliga" tais voltagens, a ABB desenvolveu um interruptor de 1,200 kV que fica confinado num compartimento com gás isolante, e que assim evita o habitual "festival pirotécnico" que muitas vezes acompanha a comutação de circuitos de alta-voltagem (este que podem ver já a seguir era de apenas 500 mil volts... imaginem o que seria com mais do dobro da voltagem! :)




Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]