2017/04/18

Site de avaliação da fortuna de vedetas acusa Google de ter roubado os seus dados


A Google volta a estar na mira do potencial uso indevido de informação retirada da internet, desta vez relacionada com as respostas rápidas dadas a perguntas sobre o valor das vedetas.

Hoje em dia vai sendo cada vez mais comum fazer uma pergunta no Google e esperar que a resposta nos seja dita imediatamente, em vez de nos obrigar a visitar os sites que aparecem nos resultados. O problema está na origem dos dados que são apresentados nesses excertos, e que muitas vezes nem sequer estão correctos - embora a aparente "validação" de ser o Google a apresentar esses resultados, possa dar-lhes uma credibilidade que não mereceriam ter.

Mas neste caso falamos de algo um pouco mais específico. O site Celebrity Net Worth é um site que se dedica a avaliar quanto é que celebridades valerão monetariamente, e que chegou a ser abordado pela Google quando esta estava a expandir o seu Knowledge Graph, de modo a que cedessem os seus dados para serem incluidos na base de conhecimento da Google. A empresa, compreensivelmente, rejeitou o pedido, assumindo que se esses dados fossem apresentados directamente como resposta a uma pesquisa no Google, os utilizadores deixariam de visitar o seu próprio site.

O problema é que a Google ignorou a sua rejeição e recolheu os seus dados na mesma. Algo que o criador do site diz ter comprovado através da introdução de alguns registos falsos, que pouco tempo depois apareciam nas respostas do Google. E o resultado não se fez esperar, com o número de visitas ao site a cair para menos de metade do habitual, obrigando ao despedimento de metade das pessoas que trabalhavam com ele.




Desde então a Google tem feito algumas alterações com as quais parece querer distanciar-se deste caso; limitando a apresentação de dados apenas às celebridades mais conhecidas; apresentando dados com origem noutros sites, mesmo quando esses sites referem que foram buscar os dados ao Celebrity Net Worth; etc. Alterações que já permitiram um aumento do tráfego no Celebrity Net Worth, mas com o responsável do site a pedir que a Google indique correctamente a fonte dos dados, quando os mesmos provêm do seu site.


É uma situação que pode ser de certa forma comparada ao caso dos resumos das notícias no Google News, mas levada ao extremo. No caso das notícias, a apresentação de um curto excerto servirá apenas para que o leitor decida se está interessado na notícia, e ser direccionado para o site original para ler o resto; neste caso, falamos de um pedaço de informação em que a sua apresentação imediata dispensará a visita ao site. Se por um lado se pode argumentar que é informação disponível publicamente, por outro lado não deixará de ser uma utilização pouco ética (no mínimo) - e que ultimamente pode levar ao desaparecimento dos sites que são responsáveis por alimentar a base de conhecimento da Google com dados fiáveis e credíveis. E se estes sites desaparecerem e a Google se limitar a ir buscar informação "a qualquer lado"... então o problema das "fake news" começará a tornar-se num problema de "fake facts", e onde a Google poderá ser uma das principais disseminadoras.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]