2017/08/30

Android Oreo fecha a porta às permissões obtidas durante a instalação de apps


Há muito que não se pode confiar cegamente nas apps que executamos nos nossos smartphones, e com o Android 8.0 Oreo a Google aproveita para fechar completamente a porta ao sistema de permissões antigas, conseguidas durante a instalação.

Até à chegada do Android 6.0, as apps em Android tinham que requisitar as permissões necessárias durante o processo de instalação, apresentando uma lista que não era propriamente muito fácil de interpretar pelos utilizadores, e onde facilmente poderia passar alguma permissão "indevida" que não se quisesse dar. Com o Android Marshmallow (6.0) a Google optou por usar um sistema idêntico ao do iOS, em que essas permissões são pedidas numa janela quando a app tenta aceder às funcionalidades pretendidas (como aceder aos contactos, câmara, microfone, fotos, etc.) - com a vantagem de ser bastante mais visível e fácil de compreender. O problema é que, para manter a compatibilidade, apps que sejam feitas para versões pré-Marshmallow podem continuar a usar o sistema antigo.

É algo que algumas apps bastante populares fazem (como o Snapchat) por considerarem que é mais "simples" para os utilizadores aceitarem as permissões de uma vez; mas com a chegada do Android 8.0 esses dias chegam ao fim. No novo Android Oreo as permissões podem exigir que o pedido seja feito exclusivamente no momento da execução, invalidando que as mesmas pudessem ser obtidas aquando da instalação.

De momento, a única permissão que vem com esta opção activada é a que dá às apps a capacidade de atender chamadas, mas será de imaginar que no futuro se posso ir alargando a mais e mais permissões, forçando os developers a adaptarem-se a este "novo" sistema em vez de se agarrem ao passado e mantendo o sistema antigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]