2017/11/02

HTC U11 Plus corta nas margens do ecrã


A tendência actual da redução das margens do ecrã chegou também (finalmente) à HTC no seu novo U11 Plus.

Fazendo crescer o tamanho do ecrã das habituais 5.5" para as 6" faz com que a utilização de margens reduzidas sejam ainda mais importante, mas embora se trate de um ecrã 18:9 (2880x1440), não esperem um modelo tão radical quando um Mi Mix 2 ou um sequer um Galaxy Note 8. O U11 Plus continua a ter margens bem visíveis, mas menores do que normalmente vemos na marca (e é um LCD, para aqueles que estivessem preocupados em que fosse um OLED da LG como o que equipa o Pixel 2 XL).

No interior temos o hardware de topo que é habitual: Snapdragon 835, 4GB+64GB ou 6GB+128GB, câmaras de 12.2MP com estabilização óptica, frontal de 8MP, USB-C (3.1), microSD até 2TB, e bateria de 3920mAh. Obviamente, também temos a capacidade de detecção de apertos laterais, com funcionalidades diversas que podem ser personalizadas pelo utilizador (por exemplo, fazer zoom no Google Maps). Também se pode fazer com que um aperto ligeiro lance o Google Assistant, e um mais apertado lance a Alexa... permitindo um fácil acesso a ambos os assistentes digitais em função das necessidades.

Este é o modelo que os rumores indicam que estaria planeado para ser o Pixel 2XL, mas com a Google a ter optado pelo modelo da LG, que teria no seu ecrã OLED "full-screen" um factor de atracção adicional... mas que infelizmente parece estar a revelar-se a aposta errada.

Na Europa, a versão de 6GB+128GB irá ter um preço de referência de €799 e poderá ser visto como um modelo alternativo ao Pixel 2 XL... se confiarem que a Google irá tratar bem os seus clientes.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]