2017/11/12

SESTA deixa Wikipedia (e toda a internet) em risco

Se na Europa estamos a lidar com uma reforma dos direitos de autor que poderá ditar o fim de todos os sites que apresentem conteúdos enviados pelos utilizadores, nos EUA a preocupação recai sobre a SESTA, uma medida que visa combater o tráfico sexual... mas cuja abrangência faz com que possa ser aplicada a todo o tipo de sites.

Ninguém no seu perfeito juízo iria ser contra leis que visam combater o tráfico sexual, como é o caso desta SESTA (Stop Enabling Sex Traffickers Act) - e ainda menos numa altura em que, nos EUA, se assiste a uma onda de revelações de abusos sexuais por parte de vedetas e pessoas em cargos importantes.

No entanto os responsáveis pela Wikipedia vêm relembrar que o palavreado vago desta lei faz com que a mesma se possa tornar numa grande ameaça a todo o tipo de sites: não só por permitir que qualquer site seja responsabilizado pelo conteúdo lá colocado pelos seus utilizadores; como também obrigar a que os sites cumpram com as leis individuais de cada um dos 50 estados norte-americanos, por muitas variações que possam ter (algo que mesmo os grandes sites terão dificuldade em fazer, mas que definitivamente fica fora das capacidades de qualquer site de pequena ou média dimensão).

O mais triste no meio disto tudo é que já existem as leis para perseguir e lidar com conteúdos ilegais na internet; e bastaria dar-lhes uso para combater coisas como o tráfico sexual e todo o tipo de actividades ilícitas. Desta forma, a internet arrisca-se a tornar-se num local bem diferente, onde um site até se arrisca a ser encerrado ou ficar metido numa "carga de trabalhos" apenas por um seu concorrente apenas lá ter deixado ficar um comentário cuidadosamente escrito com as palavras certas - ou, no caso de uma Wikipedia, publicar um artigo impróprio...

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]