2010/05/27

Rumores iPhone HD

Com a data da WWDC da Apple a aproximar-se, começam também a subir de tom os rumores que precedem o lançamento do novo iPhone "HD" - sim, aquele que causou toda aquela novela...


Visual Studio 2010 para iPhone?

Mais parece ser uma piada de 1 de Abril, mas há quem diga que a Apple iria permitir que a MS falasse sobre o VS2010, que passaria a contar com a possibilidade de criar programas nativos para iPhone e iPad.
Não me parece... mas... a realidade por vezes é mais estranha que a ficção (mas não me parece, mesmo!)


Ecrã OLED?

Quanto à hipótese do novo iPhone ter um ecrã OLED, parece que será mesmo para esquecer.
Para além do custo, não há nenhum fabricante capaz de fornecer as quantidades "industriais" que seriam necessárias para o volume de produção do novo iPhone. Aliás, até o HTC Incredible (Android) tem sofrido atrasos devido a isto. Além disso a maioria dos ecrãs OLED actuais utiliza a tecnologia PenTile, que sofre daqueles "problemas"... Um compromisso que a Apple certamente não estará disposta a fazer.

Parece muito mais lógico que a Apple opte por um LCD IPS (que oferece maior qualidade independentemente da orientação do aparelho) de alta-resolução. Falta saber se será efectivamente o dobro da resolução com uns nada convencionais 960x640 pixeis.
Embora sendo superior às resoluções agora comuns nos restantes dispositivos, de 800x480, isso eventualmente permitisse mais alguns anos de "estabilidade" para os developers - mantendo-se inalterável por mais 2 ou 3 anos; e afinal, também há limite para a densidade de pixeis que nos interessa ter num ecrã com menos de 4"... e com estas resoluções parece-me que estamos a lá chegar.


CPU e RAM

O processador irá ser o A4 já conhecido do iPad, e que novamente permitirá um significativo aumento de desempenho, à semelhança do que o 3GS fez com o 3G.
Quanto à memória, é incompreensível que o iPad tenha sido lançado com apenas 256MB numa altura em que muitos Android vêm já com 512MB - factor que se pode explicar por ser uma "1ª geração do produto", e talvez para "incentivar" os developers a serem mais cuidados com a forma como programam.

Neste novo iPhone esperam-se 512MB de RAM, que serão essenciais para um melhor funcionamento do OS4.0 e do multitasking anunciado... (memória que deveremos posteriormente ver transitar para o futuro iPad v2.0)


Câmaras e VideoChat

Parece mais que confirmado. A câmara principal irá sofrer novo aumento de megapixeis (mas espero que, mais que a quantidade de pixeis, a Apple tenha tido o cuidado de escolher um sensor que faça "maravilhas" em situações de pouca luminosidade) e capaz de gravar vídeo "HD".
A presença de uma câmara frontal parece também mais que certa, e com informações a serem descobertas  sobre a gravação de vídeos promocionais que irão demonstrar videochamada entre iPhones.
Nada de revolucionário mas que poderá finalmente propiciar a implementação de videochamadas na sociedade de forma mais regular.


Lançamento em Junho?

Parece mesmo que sim... A AT&T parece ter confirmado aos empregados que o lançamento do novo iPhone irá ter lugar em Junho, e que nem sequer será no "final de Junho".

Sem dúvida que um anúncio do tipo "... e estará à venda a partir de amanhã!" na apresentação do novo iPhone na WWDC seria bombástica; mas... seria possível manter isso em segredo? (Tendo em conta que nem o próprio modelo conseguiram manter em segredo... :)



Apple Ultrapassa Microsoft

E por último... a Apple finalmente ultrapassou a Microsoft, com as suas acções a valerem mais que as da empresa de Bill Gates. Independentemente de tudo o que se passou e de tudo o que se irá passar no futuro, não deixa de ser um marco histórico... E pensar que a Apple esteve quase a "fechar as portas" há uns anos atrás... (E com o novo iPhone a chegar, as acções da Apple só terão uma tendência nos próximos tempos: para cima!)

10 comentários:

  1. Ora no fim lá apareceu uma coisa interessante a apple vale mais que a microsft... não me entendas mal não gosto da MS mas será que vale????
    estamos a falar de valor quanto custava comprar uma e outra, a microsoft é um monstro varias vezes maior que apple esta metida em praticamente todos os sectores de mercado.. e no entanto a apple essa marca de telemóveis que nunca distribui dividendos pelos acionistas é maior? Cheira a bolha não cheira? não digo que apple não tem um valor de mercado elevado mas daí a ser em valor puro maior que a Microsoft????

    Mais com a cressente popularidade dos devices basedos em android e inevitavel descida de cota de mercado da apple vamos ver para onde vão o valor das acções.

    para que a apple assumi-se verdadeira (20% -30%)cota de mercado no segmento movel teria de ter muito mais variadade de opções e preços, acho que apple não quer isso até porque segmentos mais baixos trabalham com margens muito mais esmagadas.

    ResponderEliminar
  2. @Nuno

    Não sou especialista em "bolsa" pelo que não te sei dizer concretamente o que aquilo significa; mas refere-se ao "Market Capital" - que pelo que percebi é unicamente o valor das acções (preço das acções X quantidade de acções).

    Como disse, não deixa de ser um marco histórico, mesmo se a MS (e Google, e outros) tenham muitos outros "capitais" fora da bolsa - e nesse caso continuando a manter-se maiores ou menores umas que as outras...

    ResponderEliminar
  3. João Sousa27/5/10 12:32

    Não percebo nada do mercado bolsista, mas a instabilidade constante destes últimos dias também não deve dar para tirar grandes conclusões. Contudo, olhando para a evolução dos últimos seis meses, vejo que a Apple começou pelos 190, subiu até aos 270 - imagino que eu plena euforia do lançamento do iPad - e agora tem vindo a deslizar para os 245. A Microsoft começou oscilando entre os 29 e os 31 e tem vindo a deslizar para os 25. A Google começou nos 575, foi subindo até aos 627 (imagino que por causa da expectativa criada pelo seu telemóvel), deslizou no mês seguinte ao seu lançamento para o intervalo entre os 525-575 e desde meio de Abril que tem vindo a descer para os 472.

    Se estes valores me querem dizer alguma coisa em relação a bolhas, é que todas estas três empresas vêm descendo desde meio de Abril.

    De qualquer modo, estou certo de que um accionista estará confortável com 10% de mercado e boas margens de lucro. Nesse aspecto, a Apple tem vindo a satisfazer. Margem de mercado não é sinónimo de dinheiro em caixa.

    ResponderEliminar
  4. Carlos percebeste bem, é o valor do preço unitário x quantidade de ações... basicamente o valor especulativo real da empresa. Que deveria refletir o que empresa ganha o que e empresa tem e o que a empresa movimenta.
    Em todos estes aspectos a ms esta a frente mas muito.... na realidade a única coisa que apple tem de bom money wise, é rentabilidade, isto é quantos xdólares gasta para fazer x+y $.

    Mas insto deve-se ao facto de a apple estar colocada apenas no segmento alto. com elevados percentis de valor acrescido, não quer de todo dizer que apple não pudesse estar colocada noutros segmentos também eles lucrativos, mas isso tirava-lhe aquela que é a sua arma especulativa, o fazer muito dinheiro com puco investimento.

    Portanto cheira ainda mais a bolha. porque se evita lucros reais de forma a maximizar lucros especulativos.

    Vamos ver o que acontece quando cada vez mais concorrência de qualidade aparecer a tentar comer do mesmo prato....

    Antecipo perdas da ordem dos 50%-60% talvez mais já que não há dividendos distribuídos.

    ResponderEliminar
  5. Não é nenhum marco histórico, apenas deu de bater os números por eles estarem próximos. Coincidencia.

    O que realmente conta é o patrimonio da Empresa e nao o valor da ação isoladamente.

    Explicando melhor com ações do Brasil. Temos a Petrobras e a Vale. Normalmente a Vale sempre está acima da Petrobras. O que ocorre quando uma ação valoriza muito é fazerem um split, ou seja, uma divisao da ação, normalmente por 2, mas pode ser dividido por qualquer valor. Digamos por 2.

    Nesse caso se a Petrobras estivesse em 60,00 e a Vale em 100,00, e fosse feito o split na Vale por 2, a ação iria para 50,00.

    Aí muita gente iria dizer que foi algo histórico pois agora a Petrobras vale mais que a Vale. O que não tem cabimento nenhum.

    O valor da ação sozinha não diz absolutamente nada. Numa empresa o único que conta é o patrimonio.

    ResponderEliminar
  6. @AZ

    Mas no caso dos splits, o valor passa para metade, mas o número de acções duplica: pelo que o valor de mercado será exactamente o mesmo.

    ResponderEliminar
  7. O iPod também deverá ter uma nova versão (com especificações do novo iPhone), a ser lançado logo a seguir, Não ?

    E que só se fala no iPhone 4.0 e no iPad :)

    ResponderEliminar
  8. @Nasp

    Sim, o tal iPod com câmara, que parece já ter "aparecido" no Vietname ou por aquelas bandas... :)

    ResponderEliminar
  9. Uma pequena correcção.
    "Finalmente" está mal, pois tal situação já se tinha verificado anteriormente e não há muito tempo.
    Mas da vez anterior foi por pouco tempo, devido a cotações "pontuais" de ambas.
    Desta vez já tens uns dias assim.
    Não invalida que as "especulação" devido aos tumores do novo iPhone não venha a resultar em alterações nas cotações da Apple.


    Para o João Sousa. Veja a evolução dos últimos ANOS e não meses.
    Assim terá uma ideia melhor da "flutuação" e evolução de AMBAS.

    ResponderEliminar
  10. Sim, o número de acções duplica, para manter o mesmo capital na soma das acções.

    Mas qual das duas empresas tem maior patrimonio? A Apple passou a Microsoft em valor de patrimonio?

    Ou outra forma de saber isso, seria exatamente sabendo quantas acções estão no mercado de cada empresa, pois acredito que já houve mais splits na Microsoft que na Apple. Somando todas as acções das duas empresas saberiamos qual tem maior capital social.

    No exemplo da VALE, o capital social da VALE é de R$ 19.492.400.974,56 (dezenove bilhões, quatrocentos e noventa e dois milhões, quatrocentos mil, novecentos e setenta e quatro reais e cinqüenta e seis centavos), composto por 2.459.657.058 acções.

    Cada um desses 2,5 bilhões de ações é um pequeno pedaço do capital social de quase R$ 20 bilhões de capital social da empresa.

    Agora teriamos que comparar com o capital social da Petrobras ou a quantidade de suas acções no mercado.
    O mesmo para a Apple e a Microsoft.

    ResponderEliminar

[pub]