2012/02/02

Análise ao Galaxy Nexus


Demorou, mas eis que finalmente aqui está: a análise ao nosso Galaxy Nexus, que neste momento já se encontra nas mãos do Jorge Farinha.

Vamos lá então ver o que este novo modelo de referência do Google tem para oferecer, naquilo que poderá ser considerado o primeiro verdadeiro modelo da segunda geração dos Android - com o Android 4.0 a livrar-se finalmente dos botões físicos até aqui associados a estes equipamentos.


O Galaxy Nexus


Tal como no Nexus S, o Google voltou a recorrer à Samsung para criar este Galaxy Nexus - uma empresa que tem criado alguns dos mais desejados e bem conseguidos smartphones Android nos últimos tempos (veja-se o sucesso do Galaxy S e Galaxy S2). E tal como o Nexus S era em muitas coisas semelhante ao Galaxy S, este Nexus é em muitas coisas semelhante ao Galaxy S2, havendo no entanto algumas coisas em que o supera... e outras em que fica abaixo dele.

Neste novo Nexus encontramos um CPU dual-core a 1.2Ghz, 1GB de RAM, 16 ou 32GB de Flash (agora sem microSD para expansão de memória), uma câmara de 5MP e 1.3MP, e... o elemento que imediatamente saltará à vista: um ecrã Super AMOLED de 4.65" com uma fantástica resolução HD de 1280x720.

Um ecrã que parecerá "gigante" no papel, mas que graças ao abandono dos botões físicos no Android 4.0, que passam a surgir digitalmente no ecrã, acaba por manter as dimensões totais do equipamento próximas às de modelos com ecrãs de 4.2" como o Galaxy S2.




O Galaxy Nexus tem uma construção bastante sólida e que não oferece preocupações especiais quanto à sua utilização no dia a dia. Para as dimensões que tem e a sua espessura reduzida, até parece mais leve do que se poderia esperar.



Tal como no Nexus S, o ecrã mantém uma ligeira curvatura que lhe dá uma forma mais orgânica, embora seja subtil e não curva ao ponto de se tornar "chata". No entanto, isso não impede que o mesmo fique bem estável quando pousado numa mesa (para quem tivesse o receio de que ficaria "a abanar").





O Ecrã Super AMOLED HD



Tal como nos outros ecrãs SuperAMOLED, a primeira vez que o ligamos é sempre impressionante...Cores e brilho excelentes, acompanhadas por pretos profundos que nos mostram porque motivo esta tecnologia é o futuro.

No entanto, para quem for picuinhas, mantém-se o pequeno pormenor de se tratar de um ecrã com padrão pentile ao contrário dos ecrãs Super Amoled Plus. Foi o sacrifício necessário para enfiar esta resolução HD 720 num ecrã destas dimensões, e mesmo com os seus efeitos reduzidos devido à sua densidade de pixeis superior a 300ppi... continua presente.


Não penso que seria factor decisivo para invalidar a compra deste aparelho, mas a verdade é que ler texto de tamanho reduzido em cores escuras sobre fundos claros continua a criar um padrão "estranho" para quem estiver habituado a ver os pixeis certinhos dos LCDs (e SuperAMOLED Plus).

Claro que não podemos esquecer-nos de todas as vantagens inerentes aos SuperAMOLED, por exemplo... os ângulos de visão são quase de 180º. :)


Fotos e Vídeo

Para um equipamento de referência e "de topo", não sei bem porque motivo o Google não terá optado por usar a (excelente) câmara de 8MP já existente no Galaxy S2. O Nexus teve direito a honras especiais para a sua velocidade instantânea de captura de fotos... mas a verdade é que a sua câmara de 5MP não está à altura do que se esperaria de um equipamento deste nível ou nesta gama de preços.

Já quanto à App de fotos no Android 4.0, vem equipada com inúmeras opções e modos de funcionamento (incluindo fotografias panorâmicas).







Também no vídeo os resultados são meramente medianos...





Em breve publicarei um comparativo mais detalhado entre as capacidades fotográficas e de vídeo do Galaxy Nexus e do iPhone 4S, para que se tenha uma noção da diferença que os separa. É pena que o Google não tenha apostado mais nesta área... e que só posso imaginar ter sido propositado para não competir directamente com os restantes modelos da Samsung, como o Galaxy S2.


Em Funcionamento



Em funcionamento, este Galaxy Nexus com o seu Android 4.0 irá obrigar a algumas pequenas alterações, que serão mais (ou menos) difíceis para quem já estiver condicionado a mexer em Android anteriores. O abandono do botão de menu poderá deixar alguns utilizadores meio perdidos por alguns instantes, até que se readaptem a este novo Android que marca uma nova era e o futuro desta plataforma.

Arrisco-me a dizer que este é, finalmente, o verdadeiro primeiro Android "a sério" depois da uma turbulenta e rápida evolução que tem tido nos últimos anos.


A grande pergunta que se coloca é se irá ficar por aqui; uma vez que a passagem dos botões físicos para botões virtuais no ecrã dá uma maior versatilidade... mas em certas alturas também parece um completo desperdício de ecrã, já que têm que lá permanecer sempre visíveis e acessíveis (mesmo se nalgumas situações os icons passam a pontos menos intrusivos - mas que ocupam o mesmo espaço). Talvez no futuro surjam modos de minimizar esse desperdício, fazendo com que a barra possa desaparecer e apenas surgir com um gesto de arrastar, à semelhança do que se faz na barra superior para as notificações.



São muitos os melhoramentos que este Android 4.0 traz, mas que será impossível referir "um a um". No geral, trata-se de um sistema que demonstra o esforço que o Google tem feito para tornar o Android não só mais funcional, como também mais agradável visualmente de utilizar.

Mas, há ainda muito por fazer. Não se compreende porque motivo, num equipamento destes, onde a maioria das operações decorre com velocidade e fluidez irrepreensível, continuem a existir situações de "soluços" e atrasos inexplicáveis. Coisas tão simples como uma simples mudança de orientação de vertical para horizontal é algo que parece funcionar apenas por artes mágicas... tanto podendo actuar imediatamente, como apenas ao fim de longos segundos de espera. E também no browser se exigiria mais rapidez de resposta... Continuam a existir aquelas situações em que o aparelho reage com bastante atraso às nossas intenções, fazendo com que se cliquem múltiplas vezes no ecrã, sem reacção... e que depois acontece tudo de uma vez.

São pormenores que já deveriam ter sido corrigidos antes da chegada deste 4.0 ao mercado... e que mancham uma experiência de utilização que poderia ter sido (e se exige) sem falhas.

Quanto à autonomia... não há grandes surpresas. Claro que irá dependender do tipo de utilização dada, mas poderá esperar-se autonomia suficiente para um dia de utilização dita "normal", sem grandes preocupações - ou até mais para quem apenas o usar principalmente para chamadas e a ocasional verificação do email (embora isso seja subaproveitar todas as suas potencialidades.)





Apreciação Final


Não há dúvida que o Android continua em ascenção e no bom caminho, e este Galaxy Nexus com Android 4.0 é prova disso mesmo. Trata-se de um equipamento excelente, e com a garantia do Google de que as actualizações não irão faltar (um factor bastante importante, numa altura em que as actualizações oficiais de muitos fabricantes pecam por ser tardias... ou nem sequer existirem). É um dos seus grandes pontos positivos de todos os Nexus, e que aqui é complementada por um ecrã HD e processador e memória com fartura. Coisas que serão suficientes para convencer qualquer utilizador que queira um Android com futuro.

Os pequenos detalhes como as lentidões ocasionais (que se tornam também mais notórias devido à velocidade e fluidez com que opera, tornando-as ainda mais perceptíveis e "irritantes") não têm razão de existir e - espero eu - são coisas que certamente serão resolvidas em actualizações futuras. No entanto, como não posso dar uma pontuação baseada em esperanças futuras... esses pequenos detalhes são o suficiente para afastar este excelente smartphone da nossa pontuação máxima.


Galaxy Nexus


Prós
  • Ecrã SuperAMOLED HD
  • Android 4.0 (com garantias de actualização "imediatas" directamente do Google)


Contras
  • Padrão Pentile (mesmo nesta densidade, seria preferível ter um Super AMOLED plus ;)
  • Lag e lentidões ocasionais 
  • Câmara de 5MP de qualidade mediana



Galeria de Fotos







21 comentários:

  1. Nos contras mencionava a câmara e a impossibilidade de usar cartões microSD...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A câmara efectivamente estava na lista, mas desapareceu. Foi algum "soluço" na edição... já está reposta.

      Quanto ao microSD, penso que não será grande contra... pois com ele vêm associadas as chatices do filesystem, (mount/unmount para acesso do PC, ter que considerar a possibilidade de ter apps instaladas que depois podem ficar sem "metade dos ficheiros" num SD removido, etc. etc)

      Eliminar
    2. Olá gostaria de saber como posso colocar musica pessoal p toque de cada contato,só tem righitones...gostaria q vc me ensinace a mecher no galaxy nexus,me ajuda tenho uma fera na mão e ñ sei mexer. obrigada

      Eliminar
  2. Anónimo2/2/12 14:25

    Uns comentários.

    Para já, tive oportunidade de mexer exaustivamente num Samsung Galaxy Nexus e sendo anti-PenTile a primeira coisa que fiz foi procurar por aquela aura azulada à volta das letras como se por exemplo pode ver no Galaxy S ou Droid RAZR. E foi com espanto que não encontrei nada. Naquela resolução PenTile ou não torna-se próximo do irrelevante pois o número de subpixels, ainda que menor que a matriz rgb, continua a ser mais que suficiente para garantir contornos definidos e sem fugas de cores. Por isso peço desculpa mas ponho um pouco em causa isso que vocês encontraram (por expectativa talvez?); aliás, várias análises como na The Verge salientam precisamente a inexistência dos pontos fracos de PenTile que muitos sites (flatpanelshd) tentaram chamar à atenção.

    Por outro lado, o SGN vem com 4.0.1 de raíz o que apresenta alguns soluços é verdade mas se actualizarem para 4.0.3 tudo isto desaparece pelo que esta é a verdadeira versão base de Ice Cream Sandwich e que as outras fabricantes vão usar, não 4.0.1 que ainda precisava de ser passada a ferro. Mas vocês na análise não referem que versão usaram.

    Quanto à câmara, é um telemóvel que possui pela primeira vez os megapixels adequados ao tamanho do sensor. Para os mais conhecedores de fotografia, isto é evidente. Agora que este podia ser melhor mesmo para aquela resolução, lá isso podia. Mas que não seja pelos megapitos que sempre foi manobra de marketing.

    No fundo, concordo com a pontuação final, não pelos contras referidos mas sim nos pormenores como a falta de entrada para microSD, a qualidade de construção apenas boa (que volte o metal do Nexus One) e o SoC em meia-bola em força. Os Nexus têm que ser o pico de tecnologia do ano, tanto em software como hardware e este não o foi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão do ecrã, é como disse... dependerá bastante de pessoa para pessoa. Haverá quem nem estranhe, e haverá quem continue a estranhar (e eu sou o primeiro a admitir que sou "picuinhas" quanto a isso).
      Como disse, não me parece que seja factor decisivo que tenha peso de veto na escolha do equipamento - mas achei curioso que quando perguntei a opinião do Jorge Farinha, também ele me referiu essa tal "impressão" estranha ao ler texto pequeno no ecrã. (Pelo menos, confirma-se que não sou só eu! :)

      Quanto à câmara, não concordo... Podia ter apenas os 5MP (até aí nada contra), mas então que tivesse uma boa qualidade de imagem: que é algo que não acontece.
      (E ainda menos desculpa têm, quando comparada com a do Galaxy S 2.)

      Já sabemos que não há equipamentos perfeitos, e as decisões têm que ser feitas com compromissos... E no geral, o Nexus continua a ser um dos melhores equipamentos Android existentes - e é o que eu recomendaria a qualquer pessoa que esteja a pensar comprar um Android de topo para 2012 (e até que os outros fabricantes se acertem no lançamento de actualizações atempadas.)

      Eliminar
  3. Uma observação à análise, a maioria do lag existente deve-se ao launcher nativo. Instalando o Nova Launcher por exemplo (99% idêntico ao nativo), o lag deixa praticamente de existir.
    E se instalarmos a versão 4.0.3 (ainda não oficial) que encontramos pelo xda, a fluidez fica fantástica. Mas isso já é outra conversa :)

    ResponderEliminar
  4. Anónimo2/2/12 14:33

    Esperava esta review há imenso tempo e com grande expectativa mas quanto a mim acabou por ficar pouco detalhada...

    Já agora, o equipamento foi testado com a actualização 4.0.3?

    Muitos Cumprimentos e continuação do bom trabalho que têm desenvolvido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Android 4.0.2, (fez logo update pouco depois de o ligar pela primeira vez :)

      Eliminar
  5. Anónimo2/2/12 16:50

    Tem um design totalmente desinspirado. Em suma, é feio. Next!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo3/2/12 15:25

      Eu por acaso, penso precisamente o oposto :)

      Eliminar
  6. Anónimo3/2/12 03:29

    SGS 3 , onde estás tu :(

    ResponderEliminar
  7. É melhor que aversão Note??

    ResponderEliminar
  8. Podias fazer uma review do Sony ericsson Xperia S

    ResponderEliminar
  9. qual o valor dele? e na onde posso encntar ja que na minha cidade nao vende ele....

    ResponderEliminar
  10. Tenho o meu á pouco mais de 3 semanas, para agora estou a adorar. É o meu primeiro android, ou seja, não percebo nada de nada em relação aos updates. A versão que vinha no meu é o 4.0.2 , no entanto ainda não recebi nenhum update vindo do Google....não sei se é ou não normal, nem sei como se procede esses updates. No entanto uma das razoes da compra deste telemovel foi mesmo o facto de ter lido que iria ter sempre um acompanhamento Google por trás mas até agora nada...ou será que tenho que fazer algo ?
    Já saiu a 4.0.4 e ainda continua com a 4.0.2, num telemovel google dedicado

    ResponderEliminar
  11. Olá Carlos,

    Já vi em quase todos os sites e reviews a dizerem que a camara do Galaxy Nexus não está à altura do resto do equipamento. Parece que é um facto, apesar de isso ser um bocado crítico dependendo do utilizador.. Por exemplo tenho um SGS e para mim a qualidade da camara dele quer em foto como em video HD é mais do que suficiente.

    Como tenho andado a pensar trocar o meu SGS por um GN, tenho uma questão, a camara deste GN é melhor, pior ou igual ao do meu SGS?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comparado com o SGS não deves notar grandes diferenças. Mas, como disse na review, fica atrás do que é conseguido com o SGS2.

      Eliminar
  12. Ainda é possivel adquirir o galaxy nexus?
    Sempre gostei do telefone mas ao preço que saiem quando são novos é impossivel adquirir um, tendo em conta que já saiu o 4 será que se arranja este a um preço mais atractivo?
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei há 8 dias na worten em promoção,livre de origem ,android 4.0.2 que passou logo para 4.1.1 mal liguei. Custou 329,90 com a facilidade de 10x sem juros com o cartao da worten.

      Eliminar
    2. E a camera, pelo que tenho verificado é bastante equiparável ao SGS 3, htc one x, etc.... Os megapixeis não dizem nada!!!


      http://www.phonearena.com/reviews/Samsung-Galaxy-S-III-vs-Samsung-Galaxy-Nexus_id3040/page/3

      http://www.phonearena.com/reviews/HTC-One-X-vs-Samsung-Galaxy-Nexus_id3001/page/3

      Como podem ver pela vossa própria analise ( comparando as fotos lado a lado , os megapixeis não querem dizer tudo!!! longe disso )


      PS : Carlos desculpa colar links de um site externo

      Eliminar

[pub]