2013/08/18

Mercedes trabalha em Navegação GPS Integrada com o Google Glass


A Mercedes está a trabalhar num sistema interessante de navegação "porta-a-porta" que combina o sistema de navegação tradicional nos automóveis com o Google Glass para garantir que ninguém ficará perdido, quer esteja dentro ou fora do veículo.

A ideia é simples e facilmente se vê que será de real utilidade no mundo real (ao contrário de montes de funcionalidades que por vezes são anunciadas e de interesse altamente duvidoso). Dizem ao Google Glass para onde querem ir enquanto se estão a dirigir para o veículo; quando entram no carro o destino é transferido automaticamente para o sistema de navegação; e quando lá chegarem e saírem do carro, o Glass continuará a dar as indicações até que cheguem "à porta" do objectivo pretendido.

É um sistema que nos mostra que o próximo grande passo a dar no futuro a curto prazo passa precisamente pela comunicação fluida e transparente entre diversos sistemas e equipamentos; quer seja facilmente passarem um vídeo que estão a ver no smartphone para o ecrã da sala; ou enviarem uma foto de um smartphone para o dos amigos que estão convosco; ou o vosso automóvel saber o destino para onde querem ir assim que se sentam ao volante (isto para não avançar um pouco mais, e deixar que seja o carro a conduzir sozinho até ao tal destino, deixar-nos à porta e depois ir procurar lugar sozinho).

3 comentários:

  1. (Declaração de interesses: fui dos que votei "não" no inquérito "Vai comprar o Google Glass ?")

    "Google doesn’t offer Glass support for the iPhone. Yet. And the Mercedes “Digital DriveStyle App” doesn’t work with Android. Yet. (Jungwirth tells WIRED that iOS is the dominant platform for Mercedes owners). So in order for the destination information to be sent from the car to Glass, Mercedes connects to its own cloud server between the iPhone and the embedded infotainment system. Google Glass handles the communication between the two, and the trigger to communicate is the disconnection of the iPhone from the car. When that happens, it contacts the server, connects to Glass, and downloads the destination information"

    Por enquanto ainda está tudo muito complicado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É complicado, mas "por trás das cenas", para o utilizador simplesmente funciona - não se tendo que chatear se passa pelo servidor A ou B.

      Se assim não fosse, toda a gente ficava com uma enxaqueca ao abrir qualquer página web, com conteúdos que vem do site principal, publicidade personalizada que vem de outro servidor, scripts de redes sociais que vêm de dezenas de outros, ao mesmo tempo que os dados do nosso browser são usados para nos identificar, etc. etc. :)

      Eliminar
    2. Por acaso há uma coisa que o Google Glass dava jeito - punha-se os óculos que explicavam os paineis de instrumentos que estão cada vez mais complexos e menos padronizados. No meu carro, que nem é muito complexo há coisas que não sei, se entrar no de outra pessoa, pior.

      E, já agora, há uma coisa (acho que a Apple anda de volta para o iPhone) que dava jeito - ter o perfil do condutor guardado: altura dos bancos e inclinação das costas, regulação dos espelhos, etc. Quem reparte o carro com a/o consorte (ou sem sorte) sabe o que isso é. Comigo ando 50 metros e tenho que acertar tudo outra vez (Também não empresto muito, para não amolgar. Quando sou eu a amolgar tem desculpa).

      Eliminar

[pub]