2013/12/03

ANACOM lança ferramenta para testar velocidade e traffic shaping das ligações à Internet


Poderá dizer-se que mais vale tarde do que nunca, e finalmente a ANACOM decidiu fazer qualquer coisa que permite recolher alguns dados sobre as ligações à internet dos nossos operadores - faltando ainda saber até que ponto é que os dados recolhidos irão ser usados (se é que tal virá a acontecer).

A maioria dos utilizadores que se preocupa com estas questões de saber se realmente lhes está a ser fornecida a ligação à internet pelo qual estão a pagar certamente já recorrerão a diversos outros sites que disponibilizam testes de velocidade e de verificação de traffic shaping. Mas, este agora é da nossa própria ANACOM: o NET.mede.

Os testes funcionam em Java e consistem num teste de velocidade, que pode avaliar a velocidade de download, upload, e o "ping", em cerca de 30 segundos; e um teste de traffic shaping que demora cerca de 8 minutos, e que irá consumir entre 600 e 700MB. Este teste destina-se a testar a ligação para determinar se o operador está a interferir de qualquer modo com tráfego BitTorrent ou de streaming de vídeo (como o YouTube). Infelizmente, alguns operadores recorrem ao traffic shaping apenas a certas horas do dia, ou em situações de maior sobrecarga na rede, pelo que um único teste poderá não ser suficiente para descobrirem se estão a ser alvo de traffic shaping. Idealmente, façam o teste naquelas alturas em que um simples video do YouTube está sempre a parar, mesmo que tenham uma ligação de 100Mbits, ou que um download via torrents não passa de uma centena de kbytes por segundo.

Agora a pergunta que resta fazer é: agora que se tem estes dados... o que é que a ANACOM pretende fazer nos casos em que os utilizadores estiverem continuamente com velocidades bastante abaixo das que supostamente deveriam ter, e a ser alvo de traffic shaping que os impossibilita de usar a sua ligação à internet como bem entenderem?


Actualização: tal como seria de suspeitar, a ANACOM diz que estas medições não terão qualquer valor, a não ser "disciplinar os operadores que verão os utilizadores a queixarem-se publicamente em fóruns e a ficar com má reputação"... Pois... não havendo alternativas servir-nos-á de muito que um operador tenha má reputação!

11 comentários:

  1. Uma vez que os dados não serão utilizados para penalizar ou alertar os operadores, parece-me que esse site apenas terá a função de pagar alguns"estudos" a peso de ouro e de encher os bolsos de alguns "técnicos especializados"!!

    ResponderEliminar
  2. Os testes de velocidade são ridículos!

    ResponderEliminar
  3. Eu adicionava a intencionalidade de reter os ips de quem faz o teste bittorrent...

    ResponderEliminar
  4. "... mesmo que tenham uma ligação de 100Mbits"

    Como disse a Presidenta da Anacom na apresentação do NET.mede não é "de 100Mbits", é "até 100Mbits" e acrescentou - o que permite tudo, não havendo uma velocidade mínima garantida.

    Mas é verdade verdadinha que quando se negoceia os pacotes TV+Internet os operadores dizem "de" e não "até" (e se se lhes disser "100MMbits já eu tenho" respondem "mas a que tem é partilhada e a nossa é dedicada")

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Errado, garantem pelo menos 70% da velocidade máxima, é o que diz no meu contracto, se alteraram entretanto é outra coisa, mas isso eu não quero saber, não assinei mais contracto nenhum.

      Eliminar
    2. Posso ter trocado a Presidenta por um administrador da ANACOM, mas não mais do que isso :)
      "Nos contratos de fornecimento de serviço de acesso à Internet, não há velocidades mínimas salvaguardadas e frequentemente as máximas são “até” determinado patamar. “No ‘até’ cabe tudo”, sublinhou o administrador da Anacom, Filipe Baptista."
      http://www.publico.pt/economia/noticia/anacom-lanca-medidor-de-velocidade-da-internet-1614775

      Eliminar
  5. Em PT costumo não ter mais do que 10ms e aqui tenho 25ms.
    Mas lado positivo da coisa, obrigou-me a actualizar o java :D (que estava desactivado como é obvio)

    ResponderEliminar
  6. Internet ZON:

    Uploads: foram detetados vestígios de traffic shaping.

    No entanto, as medições foram afetadas por ruído de rede, o que pode limitar o resultado deste teste.

    Foram encontradas diferenças acima dos 20% nas velocidades de upload para transferências de BitTorrent.

    Velocidade de uploads de dados sem contexto - 1541 Kbit/s.

    Velocidade de uploads de BitTorrent - 2044 Kbit/s.

    Não foram encontradas diferenças acima de 20% nas velocidades de upload na porta 6881 ou 36379.

    Velocidade de uploads na porta 6881 - 1561 Kbit/s.

    Velocidade de uploads na porta 36379 - 1541 Kbit/s.

    ResponderEliminar
  7. Já agora fazer o teste no speedmeter ou nesta ferramenta é exactamente o mesmo. A escolha aqui é entre flash ou java :D

    Se a ANACOM quisesse realmente fazer alguma coisa deveria permitir aos clientes que não estão satisfeitos com a sua ligação colocar um router que monotoriza-se a rede na casa do queixoso (visto que daqui a pouco este teste, se é que já não está, será "aditivado")

    Falo disto em concreto: https://www.samknows.eu/

    ResponderEliminar

[pub]