2014/01/31

Novo Libre Office 4.2 já disponível


Embora o MS Office continue a ser considerado por muitos como um pacote de programas indispensável nos seus computadores (e que por vezes até vem oferecido ou está disponível a custo reduzido, para estudantes, etc.) há também quem não deseje pagar por este tipo de software. E felizmente, temos alternativas que se vão tornando cada vez mais válidas, como é o caso do Libre Office que agora passa à versão 4.2.



Para aqueles que não estão dispostos a confiar na cloud de forma exclusiva e optar por serviços como o Google Docs, o Libre Office torna-se na aposta ideal para software de processamento de texto, folhas de cálculo e demais ferramentas "de escritório". O Libre Office versão 4.2 conta com inúmeras melhorias e correcções:

  • Maior compatibilidade com os documentos do MS Office (evitando alguns dos problemas quando se partilham e editam documentos entre os diferentes software).
  • Folhas de cálculo com motor matemático completamente remodelado, capaz de tirar partido do CPU para acelerar o processamento via OpenCL.
  • Melhorias na instalação em Windows, com suporte para políticas de grupo via Active Directory.
  • Melhor integração com o Windows 7 e 8, com thumbnails dos documentos agrupados na task bar.
  • Novo Start Center com layout simplificado e melhor aproveitamento de espaço
  • O Impress ganhou compatibilidade com os ficheiros do Keynote da Apple


Como sempre, o Libre Office é gratuito e portanto não custa nada experimentarem-no para verem tudo o que podem fazer com ele.

7 comentários:

  1. Tenho esse "Libre Office" e também o "Open Office" e considero-os, positivamente, cada vez mais aproximados do Office da Microsoft. Sem dúvida uma grande alternativa.

    Quanto aos serviços Cloud, Office 365 e Google Docs, acho que lhes falta ainda "integração"... Continuo a guardar documentos à moda antiga, seja no disco ou no email...

    ResponderEliminar
  2. O OpenOffice está praticamente morto, infelizmente, desde que passou para a Apache. O LibreOffice é o único que está a evoluir rapidamente para se tornar uma verdadeira alternativa ao MS Office.
    Já era tempo das universidades, escolas e serviços públicos começarem a adotá-lo, porque poupavam muito dinheiro e preveniam a pirataria.

    ResponderEliminar
  3. Honorable mention para o Kingsoft Office. Nunca fui tão surpreendido por uma coisa tão desconhecida (feita por Chineses) mas que ainda assim está muito bem feita e próxima do MS Office.

    http://www.kingsoftstore.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, e também estão a lançar para linux em versão beta!

      Eliminar
  4. O libre office precisa urgentemente de melhorar o aspecto gráfico. Já trás nesta versão a toolbar monocromática. Espero que se direccionem nessa direcção.

    ResponderEliminar
  5. É a primeira vez que escrevo neste vosso site, como tal dou-vos os parabéns pelos conteúdos sempre de qualidade.
    Relativamente a este post, é possível com este libre office abrir qualquer ficheiro que foi antes iniciado em MS Office sem erros nem alterações?

    Continuação de bom trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em certas situações há diferenças, mas tem melhorado significativamente, em particular no 4.2. Experimente, porque depende muito dos casos.

      Eliminar

[pub]