2014/01/14

Toshiba anuncia portáteis com resolução Ultra HD 4K


Se são daquelas pessoas que está sempre a queixar-se de como a resolução nos computadores portáteis está a ficar para trás face aos smartphones e tablets, vão gostar de saber que em breve poderão ter esse problema resolvido. A Toshiba já anunciou os primeiros portáteis com ecrãs Ultra HD 4K.



Estes Tecra W50 e Satellite P50t irão ter ecrãs de 15.6" com uma resolução de 3840×2160 que deverá ser suficiente para acabar com todas as discussões... pelo menos durante os próximos meses. É que a Toshiba não parece estar disposta a parar pela resolução 4K: no CES apresentou também um ecrã de 105" panorâmico com resolução 5K (5120x2160), para além de outros ecrãs Ultra HD curvos, e também outros produtos como um Chromebook económico e também ecrãs espelho, que no futuro poderemos vir a ter nas nossas casas de banho e salas, funcionado como espelhos mas também exibindo todo o tipo de informação.

... Venham de lá todas essas novidades, para que rapidamente baixem de preço e possam efectivamente entrar nas nossas casas. Eu bem que gostava de um espelho que no hall de entrada me reconhecesse e mostrasse o estado do tempo, agenda para o dia, últimas notícias, e outras coisas do género. Aos poucos, lá chegaremos.

3 comentários:

  1. Bem que os portáteis precisam de armas do género para não perderem ainda mais adeptos para os tablets, nenhuma marca ousa ficar para trás...

    A resolução da tela é um dos factores fundamentais que a maioria dos clientes observa e o 4K servirá de destaque ao lado de qualquer um "velhinho" portátil com apenas FULL HD!... :)

    Desde que não implique um aumento dos preços gerais, que venha lá a massificação nos próximos meses, afinal, se não fosse isto e outras novidades o nosso apetite por Upgrades ficaria congelado por muitos e longos anos...

    Já agora, para quem tem um Full HD(1920x1080p), alguém nota alguma "melhoria" ao rodar um filme de 4K(daqueles do Youtube) na sua tela?.

    Apesar do desinteresse em fazê-lo(devido ao volume transferido) eu acho que sim, nota-se que o DownGrade da resolução ou "ajustamento" para baixo(+/- de 8MPixeis para 2MPixeis), origina qualquer coisa de melhor do que ver "apenas" FullHD nativo, ou estarei a acreditar em coisas impossíveis?... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O downscaling permite sempre ter melhor qualidade do que trabalhar originalmente na resolução final (e tanto se aplica a imagens como a som, etc.)

      Ou seja, será melhor ter um vídeo gravado em 4K e convertido para Full HD do que ter um originalmente gravado em Full HD. Dito isto, a partir do momento que se faz esse downscale de 4K para Full HD, será essa a versão adequada para ver num ecrã Full HD (poupando a largura de banda e o processamento adicional).

      (E ter em conta que estamos a falar teoricamente... pois depois temos variantes como o bitrate disponível, que tanto nos permite ver um Full HD "como devia ser" como aquelas coisas que apesar de terem resolução Full HD não têm qualquer nitidez ou detalhe para pouparem "banda"... tipo as compressões que muitos dos nossos operadores usam.)

      Com o H265/VP9 esperemos que as coisas mudem...

      Eliminar
    2. Sim...

      A propósito do bitrate nem sempre é fácil "encontrá-lo", pelo que daí advém as tais contrariedades e diferentes opiniões à qualidade de um video em si. :)

      Veremos se a Google consegue ou não padronizar o VP9 em detrimento do H265, mas só espero que não venha aí um género do passado episódio(HD-DVD vs Blue-Ray), deixando, pouco tempo depois, um sem número de utilizadores sem suporte ao sistema defendido pela Toshiba, a não ser que sejam integrados de forma compatível e conjuntamente nos dispositivos...

      Eliminar

[pub]