2014/02/13

Análise às Philips Hue - Lâmpadas Inteligentes


Vivemos numa era em que, felizmente, não temos que nos preocupar com a escuridão. A luz é algo que podemos fazer surgir com um pequeno toque num interruptor, e as lâmpadas são coisas tão banais que já nem merecem a nossa atenção. Mas é possível fazer mais e melhor, e estas lâmpadas Philips Hue mostram-nos que as lâmpadas podem ser bem mais inteligentes do que aquelas a que estamos habituados.


As lâmpadas LED Philips Hue


Com o custo crescente da energia eléctrica, a maioria das pessoas já terá substituído as gastadoras lâmpadas convencionais por modelos mais eficientes, como as CCFL ou até as mais recentes lâmpadas que recorrem à tecnologia LED. Mas na sua grande parte, todas elas continuam a comportar-se como as velhas lâmpadas: limitando-se a acender ou apagar conforme o estado do interruptor.

As Philips Hue vão mais longe - oferecendo praticamente tudo aquilo que se poderia desejar numa lâmpada. Para começar, são lâmpadas com tecnologia LED RGB que nos permite escolher entre uma infinidade de cores e até a "temperatura" de cor produzida (entre "branco frio" mais azulado e "branco quente" mais amarelado). E depois, temos a comunicação wireless via ZigBee que permite controlá-las remotamente ou integrá-las num sistema já existente de automação doméstica.



As Philips Hue estão disponíveis num pack base que inclui o módulo de controlo ZigBee e três lâmpadas Hue, sendo também possível comprar lâmpadas extra em separado. A caixa tem um pormenor curioso, com uma secção rotativa que vai variando a cor da lâmpada "de papel".


Cada lâmpada gasta um máximo de 8.5W e produz uma luminosidade de 600lm (o equivalente a uma lâmpada incandescente convencional com cerca de 40W), com nível de eficiência "A".


Em utilização


O processo de instalação não oferece qualquer dificuldade. Basta colocar as lâmpadas nos casquilhos respectivos, como qualquer outra lâmpada; e ligar o módulo de controlo, que terão que ligar à vossa rede doméstica e poderão "emparelhar" com a app de controlo no vosso smartphone pressionando no botão central.

Utilizando comunicação ZigBee para comunicação entre o módulo e as lâmpadas, o sistema permite que o alcance seja facilmente expandido - pois cada lâmpada funciona também como um repetidor de sinal. Por exemplo, assumindo que em vossa casa só conseguem ter um alcance de 20m entre o controlador e a lâmpada, poderão adicionar uma lâmpada a 40 metros de distância, desde que tenham outra a "servir de ponte" entre ela e o controlador (tudo isto é gerido de forma completamente automática e sem intervenção do utilizador).


Antes de avançarmos mais: poderão continuar a usar as Philips Hue como se fossem lâmpadas normais. Isto é, se as desligarem no interruptor de parede elas desligam (obviamente), se ligarem o interruptor elas ligam-se à intensidade máxima com luz "branca". Isto permite que mesmo em caso de avaria do módulo de controlo ou poderão continuar a usar as lâmpadas manualmente.

Depois de associarmos as lâmpadas ao nosso módulo de controlo e de nos registarmos no site Philips Hue (permite que depois se controlem as lâmpadas mesmo quando estamos fora de casa), começamos então a poder tirar partido das funcionalidads avançadas destas Hue.



A app da Philips permite-nos definir várias cenas pré-programadas, sendo também possível escolher uma imagem ou foto, para que a app escolha automaticamente cores "que combinem". Para além desse controlo manual é possível definirem-se temporizações, para que as lâmpadas acendam/apaguem a determinada hora (incluindo um acender gradual de manhã, por exemplo), ou que se apaguem automaticamente ao fim de x tempo; ou até criar cenas activadas por geo-localização (acender as luzes quando chegam a casa, apagá-las quando saem).

Para os utilizadores mais avançados, é possível mergulhar no mundo da programação das Hue criando scripts de controlo personalizados, outras apps que são compatíveis com o sistema, ou simplesmente integrando-as em sistemas de domótica já existentes. Mas há também a possibilidade de expandirem as funcionalidades das Hue usando sistemas fáceis de utilizar como o IFTTT, onde podem encontrar inúmeras "receitas" prontas a usar: como acender e apagar luzes ao nascer/pôr do sol; mudar a cor conforme o estado do tempo; piscar as luzes em caso de alertas importantes; etc. etc.




Apreciação final


As potencialidades destas Philips Hue (que para além destas lâmpadas existem também em formatos diferentes, como fitas de LED e lâmpadas de casquilho GU10 são imensas e mostram-nos aquilo que no futuro se irá tornar cada vez mais comum, com a chamada "internet of things" onde todo o tipo de produtos passará a estar ligado à internet e a poder ser controlado remotamente (e inteligentemente, espera-se).

No entanto, há ainda algumas arestas por limar nos casos práticos do dia a dia. Por exemplo, por vezes torna-se cansativo ter que recorrer ao smartphone para podemos escolher determinada cena, sendo que o interruptor normal de parede apenas funciona como "on/off" (daí a necessidade de coisas como o bRight switch, que adicionaria esse tipo de controlo aos interruptores de parede).

Temos também uma situação indesejável... em caso de falha de energia, quando a mesma regressar as lâmpadas irão acender automaticamente. Algo que não parece muito incomodativo, a não ser que aconteça quando estão de férias (fazendo com que as mesmas possam ficar ligadas durante vários dias/semanas - a não ser que se lembrem de ir espreitar a app, ou tenham programado eventos recorrentes para as desligar a determinadas horas diariamente) - ou pior ainda, caso as usem no quarto e uma falha de energia as faça ligar à máxima intensidade às 3 ou 4h da manhã (como infelizmente aconteceu no quarto do meu pequenito -  ai ai o que dá ser beta tester de um pai tecnológico!)

Um outro pormenor "picuinhas" mas ao qual sou particularmente sensível... embora estas lâmpadas sejam completamente silenciosas, ainda assim consigo ouvir um pequeno zumbido eléctrico quando se colocam as lâmpadas em baixa intensidade luminosa. É algo que apenas se torna audível se estiverem "encostados à lâmpada" (e mesmo assim não será audível ou perceptível para todas as pessoas), mas considerando o tipo de material de que se trata... era de esperar que não existisse de todo.

Ainda assim, as potencialidades e vantagens superam estes detalhes. E o que custa é depois regressarmos às velhas lâmpadas e descobrirmos o retrocesso que é não as podemos agendar ou controlar remotamente ao nosso gosto.

O pequeno grande problema destas Hue é apenas o seu preço. Com um kit básico de 3 lâmpadas a custar €199,95 e cada lâmpada adicional a ficar por €59,95 (por agora parece que a venda está a ser feita exclusivamente via Apple Store) a decisão não será simples. O ideal era que estes preços descessem para metade, e aí já não haveria desculpa para não se usarem estas lâmpadas em todo o tipo de situações (para referência, a fita de LEDs Hue com 2m fica por uns igualmente exorbitantes €89,95 - sendo que, para comparação, actualmente é possível comprar-se uma fita LED RGB de 5m com controlo remoto por menos de €25).

Seria também simpático ver a Philips a licenciar o sistema de comando/protocolo Hue a outros fabricantes, para que se pudesse vir a tornar num standard universal aberto a todos, mas é fácil perceber que a Philips queira manter a sua exclusividade, pelo menos por enquanto.

Enquanto produto este sistema Philips Hue mereceria um escaldante, mas devido ao seu preço, somos obrigados a esfriar um pouco os ânimos... tendo por isso que se contentar com um:


Lâmpadas LED Philips HUE


Prós

  • Iluminação completamente configurável
  • Eficiência
  • Múltiplos formatos de lâmpadas e fitas LED


Contras

  • Preço
  • Comportamento em caso de falha de energia

10 comentários:

  1. onde consegues essas fitas (5m + trasnformador+ remote), por menos de 25€??

    ResponderEliminar
  2. parem de me fazer gastar dinheiro! :)

    ResponderEliminar
  3. É pena o preço. As HUE tem um canal fixe no IFTTT...

    ResponderEliminar
  4. esta achando caro entao veja isto

    Lâmpada Philips Hue Connected - Starter Pack (110V)
    R$ 1.299,00

    ResponderEliminar
  5. Hey Carlos. Já agora, na Apple Store aparece que o Kit é de 110v, quando na Europa temos tudo a 220v. Como deste a volta a esse problema?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na altura nem sequer aparecia essa selecção de voltagem, mas será certamente um erro deles. Contacta-os para esclarecerem isso.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Ola observei que na matéria você falou que as luzes quando acessa pelo interruptor vem com toda intensidade de "branco". Mais a minha aqui não, ela vem com com toda intensidade de "amarelo". Gostaria que ficasse branca quando ligada pelo interruptor, tem alguma dica?

    ResponderEliminar

[pub]