2014/07/21

Chromebooks ameaçam MS nas escolas

Os Chromebooks poderão ter sido encarados por alguns como sendo um projecto condenado à nascença, mas estas máquinas com Chrome OS do Google parecem continuar a conquistar cada vez mais utilizadores... e também escolas.

Embora algumas escolas tenham tentado dar o salto directamente para tablets como os iPads, na realidade um dispositivo mais tradicional como um Chromebook, com teclado - e bastante mais barato - torna-se uma opção mais racional. Isso é algo que poderá ajudar a explicar o 1 milhão de vendas de Chromebooks no último trimestre, só para o sector da educação.

Embora os alunos potencialmente prefiram a ideia de ter um iPad face a um Chrombook, para as escolas os Chromebooks tornam-se também numa ferramenta mais fácil de gerir; para além da comodidade de facilmente e rapidamente se poderem trocar de Chromebooks sem que os alunos tenham que se preocupar com os dados. Um sistema que também facilitará o uso dos Chromebooks em situações em que sejam partilhados por múltiplos alunos - algo neste momento impossível de fazer com os equipamentos da Apple.

No entanto, quem se deverá sentir mais ameaçado será a Microsoft. Hoje em dia o seu Windows tem a popularidade que tem devido a todas as gerações que ao longo das últimas décadas foram usando os seus produtos ao crescer, e que optam por continuar a usar aquilo que aprenderam. Se o Google começar a ganhar esta expressão junto do mercado educativo, estas crianças terão certamente a tendência para fazer o mesmo no futuro.

Não será por isso de estranhar que a MS queira fazer chegar ao mercado portáteis de baixo custo quanto antes. Vai ser uma batalha aguerrida pelo "domínio" das gerações futuras, e os muitos biliões de dólares que isso representa para estas empresas.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]