2014/07/30

Movidius revela processador visual Myriad 2


A Movidius é uma empresa que nos fez antecipar um futuro mais "visual", propondo-nos um chip que - a par do CPU e GPU, passasse a tomar conta do processamento visual das imagens vindas da câmara permitindo processamento contínuo de imagens sem que isso se fizesse sentir demasiado na autonomia.

Um ano depois, ainda não temos no mercado nenhum produto comercial popular que dê uso a estes chips, mas isso não impede que a empresa nos apresente já o seu novo chip Myriad 2, que é 20x mais potente que o anterior. Este chips da Movidius permitem fazer todo o tipo de processamento de imagem avançado - não sendo por isso de surpreender que sejam usados no Project Tango do Google - e com esta nova versão, prometem fazer ainda mais e melhor.

O processamento de imagens em tempo real é algo que obriga a bastante poder de processamento, podendo facilmente "saturar" qualquer CPU actual. Mas tal como os GPUs são especificamente optimizados para certos tipos de processamento, também os Myriad permitem acelerar o processamento de imagens e fazê-lo com consumo bem mais reduzido. Este Myriad 2 consegue processar 2 Teraflops, o equivalente a 600Mpixels de dados por segundo, gastando apenas 500mW.

Para além do processamento 3D das imagens, o chip pode ser ligado a 6 câmaras e fazer coisas como a colagem automática de imagens a 360º de forma instantânea (photospheres e panoramas sem que tenham que esperar que o "processamento esteja concluído"), e se aplicado num dispositivo tipo Google Glass, abriria as portas ao reconhecimento e scan 3D de forma contínua de todos os sítios por onde passássemos, assim como o de gestos feitos no ar.

Vamos lá ver se por esta altura, no próximo ano, já se tenha este chip no terreno em produtos comerciais e a mostrar o que vale.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]