2014/10/21

Todas as novidades do Android 5.0 Lollipop


O Android 5.0 Lollipop vai transformar a plataforma mobile do Google numa das mais bonitas de sempre, e são muitas as mudanças e melhoramentos que foram feitos relativamente às versões anteriores. Se queres saber o que vai encontrar diferente neste novo Android, aqui estão (quase) todas as novidades.

As diferenças são mais que muitas, mas aquela que será imediatamente mais visível será o novo material design, que dá uso a blocos com propriedades físicas que tornam mais natural e intuitiva a interacção com o Android. Os elementos animados dirigem a nossa atenção para onde ela é necessária, e o sistema adapta-se facilmente a todo o tipo de equipamentos, dos smartwatchs aos tablets de maiores dimensões, e também a televisores, automóveis e tudo que vier a correr Android. As barras de estado superior e dos botões inferiores pode ser totalmente transparente, permitindo a criação de apps mais imersivas.




As notificações são um dos elementos mais importantes das plataformas mobile e com o Android 5.0 Lollipop a sua gestão está melhor que nunca. Passa a ser possível ter diferentes tipos de notificações consoante as mesmas são apresentadas no lock screen, à vista de todos, ou com o aparelho desbloqueado. O que permite que uma mensagem possa dizer simplesmente "recebeu uma mensagem" no ecrã principal, sem revelar conteúdo ou remetente; mas que quando desbloqueiam o aparelho vos mostre o conteúdo da mensagem e quem a enviou. É também possível silenciar as notificações ou chamadas durante um período de tempo - mas definir contactos prioritários que continuarão a fazer tocar o smartphone caso nos tentem contactar.


Se puxarmos a zona das notificações para baixo temos acesso a opções extra que evitam recorrer a widgets ou a visitar continuamente a secção das definições do aparelho (WiFi, Bluetooth, rotação de ecrã, lanterna, acesso à percentagem do nível da bateria, etc.) Algumas das funções só aparecem quando as usarem pelo menos uma vez, como a criação de um hotspot mobile.


O desempenho foi melhorado, com as apps a serem optimizadas uma única vez no momento da instalação, graças ao ART; e não se pode esquecer que finalmente passa a haver suporte oficial para chips de 64 bits. Preparem-se, que para 2015 deverá ser o "adeus" aos 32bits e assistiremos à chegada de equipamentos com 4GB (ou mais) de memória RAM. Com o Project Volta, o sistema consegue agrupar e sincronizar as apps de modo a que seja possível manter os modos de poupança de energia durante o máximo de tempo possível - e temos também um modo especial de poupança de energia que podemos activar manualmente ou quando se atinge um determinado nível da bateria.



Este modo de poupança de bateria reduz o brilho do ecrã, desliga as animações e dados em background, a vibração, e garante que não passa despercebido colocando as barras do sistema em laranja brilhante.

Mas há mais... muito mais...


O Android agora sabe distinguir quando estão ligados a uma rede WiFi, mas sem acesso à internet - e nesse caso continuará a dar uso à rede celular (indicando o sinal de WiFi com um ponto de exclamação). E se a própria rede celular estiver sem internet, também verão um sinal de alerta na barra de estados. Sempre poupará o trabalho de desactivar manualmente o WiFi para poder aceder à internet quando estamos numa rede WiFi sem acesso; ou em caso de problemas de conectividade (e nas definições também podemos ver a frequência da rede WiFi a que estamos ligados, se é 2.4GHz ou 5GHz).


Desbloquear o equipamento pode agora ser feito automaticamente quando estamos na proximidade de dispositivos bluetooth "autenticados". É o ideal para quem tem colunas bluetooth em casa, ou sistemas de alta-voz no carro. (O Google tinha falado que também seria possível fazer o mesmo na proximidade de certas redes WiFi... ainda não vi confirmação disso, mas espero que sim.)



Há outras melhorias a nível interno como a desagregação das WebViews do sistema, que permite a sua actualização mais frequente; suporte de multi-utilizador também nos smartphones; melhorias a nível da latência no processamento de áudio, que poderá abrir a porta a apps de processamento de áudio profissionais (que têm estado ausentes da plataforma), e até detalhes como tão simplesmente a mudança da cor de fundo na app do relógio, em função da hora do dia.

Enfim... muitas melhorias que serão bem apreciadas.


5 comentários:

  1. Estou curioso para ver o que vai ser possivel com a nova Camera API 2.0 do Lollipop.. há aqui uma app que já permite fotografar em RAW e gravar video com 30FPS na resolução nativa da camara do Nexus 5 (praticamente 4k apesar de não ser 16:9)
    https://github.com/PkmX/lcamera
    Ainda tenho que experimentar, pois dei mesmo agora com isto aqui neste post no G+ onde estão algumas samples RAW:
    https://plus.google.com/115406258408428100653/posts/VWCKp2zyJ58

    ResponderEliminar
  2. Brutal, instalei agora esta L camera para testar e gravei um video com 34segundos que criou um ficheiro MP4 (com a resolução de 3264x2448@24FPS H.264AVC + Audio 44100AAC) com 280Megabytes de tamanho, o que dá um bitrate de 64mbps para o video.
    Assim à primeira vista paraceu muito bom sem dropped frames, mas tenho que testar melhor de dia...
    isto faz-me re-lembrar o que diz nas specs do sensor do Nexus 6 (IMX214) que é capacidade de capturar Full resolution (13megapixels)@30FPS com HDR :P e o Snapdragon 805@2.7Ghz (promovido como capaz de lidar bem com 4k) está lá ao lado para o que for preciso ;)

    ResponderEliminar
  3. Estou muito curioso pelas melhorias na camera e sinceramente espero que a app hyperlase venha rapido para android....já experimentei no iphone e é realmente fantastica.

    ResponderEliminar
  4. Hoje já fiz uns testes com a L Camera e aqui ficam 2 videos com 8MP@30FPS:
    https://plus.google.com/+MiguelSilvaX/posts/fteB9sPQNRi

    ResponderEliminar

[pub]