2015/12/12

Netflix e YouTube tornam pirataria cada vez mais irrelevante


As estatísticas anuais do tráfego na internet vão confirmando aquilo que há muito se sabia: que a pirataria se vence oferecendo serviços legais que sejam mais atractivos e fáceis de usar.

Segundo os dados da Sandvine, 70% dos dados utilizados pelos norte-americanos à noite pertencem a serviços de streaming, com os principais responsáveis a serem o Netflix com 37.05% e o YouTube com 17.85%. Só na sexta posição surge o BitTorrent com reduzidos 2.67% (sendo que aqui nem estamos a considerar a situação extrema de que todo o tráfego de torrent seria para fins de "pirataria", o que está longe de ser verdade.)


Mas mesmo que se assumisse isso, fica demonstrada a vitória dos serviços de streaming sobre os conteúdos pirata. Há 8 anos atrás, o BitTorrent representava 31% do tráfego global na Internet; em 2015 esse valor é de pouco mais de 4% - parecendo-me que é a prova, mais que evidente, daquilo que dissemos no parágrafo inicial.

... No mínimo, será inspirador para que os produtores de conteúdos decidam apostar mais na facilitação do acesso legal aos seus conteúdos, em vez de gastarem milhões em manobras de perseguição a todos os que ousem fazer um download ilegal... e que depois até poderão acabar por descobrir que quem os estava a roubar eram os seus supostos defensores. Por cá, nem que seja por uma simples questão de "princípio", recomendo que dêem uso a serviços como o Spotify e Netflix, para que possam usar os seus casos de sucesso (e número de subscritores) para terem maior poder negocial e pressionarem os restantes poderes instituídos a aceitarem que as coisas têm que mudar... quer queiram, quer não.

5 comentários:

  1. Carlos, qualquer estudo que apenas refira valores percentuais - sem a respetiva indicação dos dados em absoluto, pode ser falaciosa.
    Embora concorde totalmente que bons serviços são "a forma" de terminar a pirataria, é relevante mencionar que falar de ha 8 anos atrás (em que tinhamos ligações na ordem do 4 Mb/s e recorriamos a resoluções muito diferentes para ver vídeos) não é comparável. Basta pensar no único filme 4K, que pode facilmente ser o equivalente a 8000 MP3...
    Portanto, podemos dizer que bons serviços nos fazem nem perder um segundo à procura de alternativas piratas mas não podemos justificar, de maneira alguma, o quadro apresentado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então o que queres dizer? Que as diferenças enormes se devem ás maiores resoluções mas que as pessoas pirateiam o mesmo??

      Se for isso acho muito ingénuo... Porque quem pirateia pelo Bittorrent também vai sacar filmes ou séries em resoluções mais elevadas!

      Eu por mim vou manter a minha subscrição na Play Music porque até é barato. Quanto a vídeo e filmes logo se vê.

      Eliminar
    2. Qualquer comparação baseada em rácios é tendencialmente enganadora. É o mesmo que falar da dívida vs. PIB quando há um decréscimo do PIB.
      Eu concordo que serviços de qualidade e dentro da legalidade são uma boa forma de combater a pirataria (ler acima). É ingénuo comparar que se pode descarregar um torrent 4K num momento em que existe netflix comparado há 8 anos atrás, em que o serviço não existia,
      Acho que o que escrevi acima é até bastante claro, isto é, não se pode comparar volumes de informação vs. tráfego de novos serviços. Simplesmente, não é comparável. Pode ser uma indicação de tendência? Sim. E ainda bem...

      Eliminar
  2. Claramente isto vai acontecendo. Nos filmes e series em portugal ainda não temos tanto efeito porque o próprio netflix podemos dizer que é fraquinho. Mas até os canais no cabo têm melhorado imenso a sua oferta de programação (basta pensar quando era puto o E.R dava com uns bons 5 anos de atraso e agora Walking Dead dá logo no dia seguinte).

    Na musica o panorama penso que é bastante diferente, pelo menos no meu grupo de amigos diria que 50% , pelo menos, têm spotify (o Vodafone W revolucionou isto).
    Quando olha para o meu MP3 vejo que tem as mesmas musicas há 3 anos...

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho o spotify primium e penso que vou continuar a ter com o yorn x spotify mais 5 gb mais comunicacoes para todas as redes por 16 paus está optimo mas em termos de serviços de filmes e series o que há em portugal ainda esta muito fraquinho em relação com a pirataria popcorntime, stremium ou tugaflix\sem bilhete são melhores serviços e por isso não vou pagar para ficar pior servido.

    ResponderEliminar

[pub]