2018/02/09

Amazon patenteia bracelete de tracking para funcionários nos armazéns


A Amazon é uma das empresas que mais tem investido em armazéns robotizados que dispensam funcionários humanos, mas simultaneamente também está consciente de que há coisas que continuam a depender de mãos humanas - que pretendem controlar com maior precisão.

Uma patente da Amazon revela uma bracelete destinada aos funcionários que é anunciada como sendo um auxiliar capaz de os guiar directamente até ao produto em questão nos armazéns. Considerando os milhões de produtos que a Amazon disponibiliza, facilmente se imagina a confusão que os seus armazéns - mesmo que ultra-organizados - deverão ser. Para muitos tipos de produtos com formatos irregulares, um funcionário humano continuará a ser mais eficiente que um braço robot... e a Amazon pretende maximizar a eficiência desses braços humanos.

Com esta bracelete, o sistema seria capaz de dar sinais tácteis que guiariam o funcionário com precisão para o produto que estivesse a procurar. Mas obviamente... há quem alerte para os riscos de tal sistema.

Com os funcionários a usarem uma bracelete com capacidade de tracking com alta precisão, teme-se também que esses dados possam ser usados para "controlar" os funcionários e saber o que fazem, segundo a segundo. Esses dados permitiriam saber se o funcionário está a caminhar demasiado devagar, ou se perde mais tempo a encontrar produtos face aos funcionários mais rápidos, e tudo o mais que se puder imaginar.

Por um lado pode parecer chocante... e ainda mais considerando que os funcionários da Amazon nos armazéns têm ordenados bastante reduzidos; mas por outro lado, temo que não seja necessária uma "bracelete" para que a Amazon tenha acesso a estes dados de forma indirecta: os funcionários têm que preparar encomendas, e o tempo desde que lhes é atribuída uma função até que a mesma seja dada como concluída é algo que a Amazon já possui nos seus sistemas. Por isso, saber se há funcionários mais rápidos ou mais lentos, é algo que a Amazon já pode fazer neste preciso momento, sem necessidade desta bracelete.

Com bracelete ou sem ela, parece-me que o mais importante será já ir discutindo que tipo de sociedade se quer ter no dia em que a Amazon já nem precisar de qualquer pessoa nos seus armazéns, quando este trabalho que ainda vai sendo feito por pessoas passar a ser realizado por robots.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]