2018/02/17

SETI também se queixa da falta de GPUs devido às criptomoedas


E se o fenómeno das criptomoedas nos fizesse perder a oportunidade de reconhecer e identificar emissões de vida extra-terrestre? É isso mesmo que se queixa o SETI.

Não são só os jogadores nos PCs que têm sido afectados pela falta de placas gráficas no mercado, que têm sido compradas "em volume" por quem se dedica a gerar criptomoedas; também o SETI - o projecto que se dedica a procurar sinais de vida inteligente extra-terrestre - diz ter o mesmo problema.

Os mesmo GPUs que aceleram os gráficos 3D dos jogos e as complicadas equações matemáticas das criptomoedas também aceleram o processamento dos sinais de rádio recebidos pelos rádiotelescópios que escutam todas as emissões vindas do universo... mas para isso seria necessário conseguir encontrar as respectivas placas gráficas, coisa que continua a ser bastante difícil (e as que se encontram, muitas vezes têm preços exorbitantes.)

Infelizmente, suspeito que a maioria dos humanos estará mais interessada na perspectiva de ficar milionária por conta das criptomoedas, do que preocupada com sinais extra-terrestres - haverá até, certamente, quem acuse o trabalho feito pelo SETI de ser um desperdício de recursos, que melhor seriam dedicados a outras tarefas mais "terrestres", como o Folding@Home ou equivalentes.

1 comentário:

  1. O SETI é uma treta, deviam participar era no https://www.worldcommunitygrid.org/

    ResponderEliminar

[pub]