2018/03/27

Novo iPad da Apple começa nos €369


A Apple já revelou o seu novo trunfo para combater os Chromebooks: um novo iPad de 9.7 renovado e mais económico, compatível com Apple Pencil.

A Apple está consciente que a Google tem ganho terreno no sector do ensino, com os Chromebooks a serem máquinas que cativam as escolas ao serem económicas e fáceis de gerir; e por isso, decidiu fazer algo que não é muito habitual fazer: competir no preço. Este novo iPad mantém o ecrã de 9.7" mas vem com um CPU A10 Fusion da Apple, câmara de 8MP, FaceTime HD, Touch HD, e compatibilidade com Apple Pencil.

O preço, nos EUA, é de 329 dólares, ficando por 299 dólares para estudantes; cá em Portugal o preço anunciado é de 369 euros, não se sabendo se haverá direito a algum desconto especial para as escolas. Ainda assim, há que contar que, quem pretender tirar partido da novidade da compatibilidade com o Apple Pencil terá que que o comprar à parte, o que representa um investimento de 99 euros adicional (nota: até 4 pontas para o Apple Pencil custam 25 euros... portanto, poupem-nas bem!) Felizmente, vão haver stylus compatíveis mais económicos: a Logitech vai ter um a $49.

Quanto a alternativas, neste momento não há muitas. Ou dão 449 euros para um iPad Mini, que não é a mesma coisa; ou então terão que dar o salto para os 749 euros do iPad Pro mais económico - mas neste caso, mais sentido fará esperar pela actualização desses modelos, para que venham com Face ID e talvez um ecrã OLED...


11 comentários:

  1. E o mesmo irá acontecer no preço dos iPhones 2018... tardou, mas a pouco e pouco... ;)

    ResponderEliminar
  2. Esperemos que sim...mas não sei...impostos muito altos...

    ResponderEliminar
  3. E RAM? lol 1GB? 2gb? para constantes webpage reloads? #lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve ser 2Gb. Mesmo assim porta-se melhor que qualquer tablet Android com 4.

      Eliminar
    2. Tem 2GB de ram, que é super eficiente, melhor do que 4GB em Android...

      Eliminar
  4. Mas o Google tb já anunciou um Chrometab como alternativa aos Chromebooks em forma de tablet que deve ser uma resposta a este anuncio da Apple mesmo tendo sido anunciado no dia antes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. estou curioso para saber como se porta o Chrome OS em tablet.

      Eliminar
    2. Na minha opinião, é que as coisas funcionam quase sempre melhor num iPad do que nunca tablet Android. É o tal problema da fragmentação e excesso de oferta. Existem muitos maus tablets Android.

      Ao agarrar esta geração desde muito novos ao seu sistema, estão a criar futuros clientes e não apenas consumidores.

      A Google tinha obrigação de fazer muito melhor no que diz respeito aos tablets...É que basicamente não há concorrência de nível.

      Eliminar
    3. Estou totalmente de acordo @Tiago Pestana, o problema é mesmo o Android com a sua má performance, fragmentação, updates não fornecidos directamente pela Google e muito mais...na minha opinião, a Google não estava preparada para o que o Android se tornou...

      Eliminar

[pub]