2018/04/28

Aspirador robot Xiaomi V1 já pode aspirar zonas via comandos de voz


Quem tiver comprado um dos primeiros aspiradores robot da Xiaomi acaba de ganhar uma funcionalidade da 2ª geração, para aspirar divisões específicas, e com a ajuda do Home Assistant, permite que se possa fazer pedidos por voz do tipo: "Aspirador limpa a cozinha".

Até agora, os possuidores do primeiro aspirador robot da Xiaomi poderiam sentir-se discriminados face aos que tinham o modelo de segunda geração, pois mesmo sabendo que o robot fazia o mapa da sua casa, não tinha a capacidade para aspirar apenas determinadas zonas. Felizmente a Xiaomi disponibilizou uma actualização de firmware que vem resolver esta questão... e abrir as portas a mais possibilidades de controlo via o Home Assistant (com ajuda do Google Assistant e IFTTT para processar os comandos de voz).



O processo não é ainda tão simples quanto seria desejável (nisto das automações domésticas raramente é) e para além da actualização do firmware obriga a passos mais chatos para se descobrir o "token" de acesso ao robot e fazer alguns cálculos para se ter uma ideia das coordenadas que correspondem a cada divisão de nossa casa... mas é daquelas coisas que depois nos recompensa com a capacidade de podermos mandar o robot aspirar divisões específicas da casa com um simples comando de voz.

... Afinal, não é para isso que queremos uma casa "inteligente"? :)

8 comentários:

  1. Concordo , mas os dispositivos deveriam ser cada vez mais inteligentes facilitando e não complicando, uma das coisas que me chateia na Xiaomi é que são raros os equipamentos que são enviados com instruções em inglês ou mesmo com voz a confirmar funções no mesmo idioma , é sempre tudo em Chinês, para dar um exemplo eu comprei uma coluna de som Mi Network uma coluna complexa que tem vários modos de ligação , tem disco interno etc e as parcas instruções que vêm são em Chinês, fico fulo com isto embora tenha mais de 30 equipamentos da Xiaomi se eles não mudarem a sua postura não comprarei mais nada desta marca enquanto não tiver garantias que posso saber como utilizar um dispositivo nas suas capacidades máximas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais importante do que a língua... é a garantia, não?

      Eliminar
  2. por isso é que são mais baratos (em teoria)

    ResponderEliminar
  3. Sim a garantia é uma tanga também , na verdade estas lojas ganham muito dinheiro porque não têm estruturas físicas logo os produtos ainda deveriam ser mais baixos do que na verdade são .

    Agora a Xiaomi tem produtos excelentes mas que pecam por não ter uma ficha da EU e lá tens de comprar aqueles adaptadores todos manhosos porque não tens alternativa, eu pelo menos não conheço nenhuma loja em Portugal que venda adaptadores da ficha Chinesa para a Europeia .

    Resumindo os contras são muitos , mas existem produtos que não encontras em Portugal ou na Europa e enquanto existir esse problema estas lojas vão vendendo.

    ResponderEliminar
  4. Comprei este aspirador há mais de 1 ano e na altura ainda só tinha Chines mas passado 2 meses teve um update com a possibilidade de ter voicepack em Ingles e o aspirador passou a "falar" Ingles que já considero razoavel.
    Mas mais recentemente comprei um Xiaomi Univresal Infrared Blaster que é um cilindro negro com LED's infravermelos internamente em toda a volta que se liga por wifi e depois permite com o smartphone controlar qq aparelho (inclusivamente fazer o learn de outros comandos) mas infelizmente só quando chegou é que me apercebi que só se consegue adicionar o aparelho na app se estivermos a usar o server da China e o modulo de controle dele tb fica tudo em Chines :( ou seja já está na prateleira há uns 3 meses à espera que um dia a Xiaomi faça um update de software para permitir outras linguas / países.. Este aparelho é que ganhava uma potencialidade enorme se pudesse ser integrado com um Google Assistant de forma oficial, até para mudar de canal com a voz ;) Mas entretanto como a Xiaomi tb já tem um assistente próprio, só resta esperar que a parceria com a Google (Android One) possa trazer algumas mais valias na integração de outros produtos nos mercados ocidentais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta mudar para Singapura (em vez de china mainland)... pode ser que funcione.
      Eu tenho o meu Mi Home configurado para singapura e até agora todos os dispositivos funcionam em inglês.

      Eliminar
    2. Já experimentei todos os servidores (ultimamente apareceram mais uns novos que tb testei) mas infelizmente o Universal Infrared Blaster só aparece na App se estiver o server como China mainland... pode-se testar fácilmente ao tentar adicionar um dispositivo de forma manual aparece a lista de todos os que se podem adicionar, e o server da Europa tem uns 15 produtos enquanto o server "Other" aparecem uns 50 produtos (penso que seja o mesmo numero que singapura, mas com singapura já tive disrupções da comunicação ao inicio do Robot que muitas vezez nem conseguia ver o mapa e trajeto que ele estava a aspirar) o "Other" é um dos que apareceu mais recentemente assim como o da Europa.

      Eliminar
    3. Estive a ver melhor e não são 50 mas são cerca de 30 enquanto se meter o servidor em "Mainland China" aparecem uns 100 produtos.

      Eliminar

[pub]