2018/04/06

Doogee Mix 4 é o primeiro smartphone verdadeiramente sem margens (nem notch)


Já se sabia que seria uma questão de tempo até se ter um smartphone verdadeiramente full-screen sem margens, e surpreendentemente quem lá parece ter chegado primeiro foi a Doogee.

Nos últimos anos temos visto os fabricantes de smartphones a reduzirem cada vez mais as margens em redor dos ecrãs, trazendo-nos smartphones "full-screen" que, no entanto, continuavam a manter uma margem mais volumosa: como a margem inferior nos modelos como o Mi Mix; ou repartida por cima e por baixo, como nos Galaxy S. Noutros casos, tentar reduzir essas margens obrigou a fazer recortes no ecrã para instalar a câmara frontal e demais sensores, como no iPhone X. E agora, a Doogee mostra como se pode resolver esses últimos detalhes, apresentando-nos o primeiro smartphone verdadeiramente full-screen sem compromissos: o Mix 4.

O Doogee Mix 4 tem um ecrã de 5.99" verdadeiramente full-screen, e para isso a marca recorreu a um sistema que já conhecemos dos tempos dos telemóveis pré-smartphones: um slider.


Uma vez que o ecrã total impede a colocação da câmara frontal, sensores s e coluna, podemos deslizar o ecrã para revelar esses componentes. Uma solução prática e eficiente, que até acaba por resolver também a questão da privacidade, garantindo que nem mesmo uma app maliciosa possa usar a câmara frontal para captar imagens (quando a temos "tapada"). Por outro lado, fico curioso para saber como terão integrado o sensor de luminosidade para ajustar o brilho do ecrã, embora isso já tenha sido feito em smartwatches com ecrãs circulares sem recorte... pelo que deverão usar um sistema idêntico. Já o sensor de impressões digitais, estará também integrado directamente no ecrã (faltando saber se contará com uma área de detecção alargada).

No entanto, ainda há um pequeno problema... este smartphone não está ainda disponível, nem o estará tão cedo. Para todos os efeitos é apenas um protótipo, que realisticamente só deverá chegar ao mercado no próximo ano (este ano ainda será lançado o Mix 3). No entanto, percebe-se o desejo da Doogee de anunciar como tendo um smartphone verdadeiramente full-screen... O risco é que, antes de o conseguir trazer para o mercado, outras marcas se adiantem e lhe roubem o protagonismo: é de esperar que o Xiaomi Mi Mix 3 possa adoptar um ecrã praticamente full-screen, com apenas um canto recortado para alojar a câmara frontal (o tal que alguns esperavam ver ver Mix 2S e que não se veio a concretizar).

Com alguma sorte, a era dos smartphones com "notches" poderá vir a ser bastante mais reduzida do que se pensava, resumindo-se a um par de anos até que o mercado seja invadido por estes modelos com ecrãs verdadeiramente full-screen. (Depois é que vai ser lindo tentar distinguir os diferentes smartphones vistos pela frente... :)

3 comentários:

  1. "O risco é que, antes de o conseguir trazer para o mercado, outras marcas se adiantem e lhe roubem o protagonismo": Estamos a falar da Apple...??!! :D :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xiaomi! :) A Apple não vai abdicar do Face ID de um ano para o outro.

      Eliminar
  2. Muito bem pensado...ficou bem porreiro!

    Estive com um p20 pro e o notch não me incomodou assim tanto, fiquei surpreendido, porque é mesmo muito muito mais pequeno que no IphoneX...mas achei que o slow motion e software no geral é pior que no S9!

    O software da Huawei é mesmo onde eles tem que melhorar na minha opinião.

    ResponderEliminar

[pub]