2018/04/05

Intel desiste de corrigir o Spectre nos CPUs mais antigos


Depois de ter prometido correcções do Meltdown e Spectre até para os seus CPUs mais antigos, a Intel muda de ideias e diz que afinal alguns desses CPUs vão ficar sem direito a correcções.

A escala destas vulnerabilidades é preocupante, no sentido em que afecta praticamente todos os CPUs dos últimos dez anos, mas a Intel parece achar que esta situação também se torna numa excelente oportunidade para "incentivar" quem se preocupar com a segurança a fazer upgrade para CPUs mais modernos.

Os CPUs Intel das séries Penryn (de 2007), Yorkfield (2007), Wolfdale (2007), Bloomfield (2008), Clarksfield (2009), Nehalem-based Jasper Forest (2010), e até outros mais recentes, como os Intel Atom "SoFIA" (de 2015) não vão receber as actualizações para corrigir o Spectre, como tinha sido originalmente indicado.

A culpa não é unicamente da Intel, pois para que estas actualizações chegassem a estes CPUs seria necessário que os fabricantes das motherboards lançassem também eles uma actualização - ou que a Microsoft através do Windows - algo a que não parecem estar muito receptivos, considerando que se tratam de equipamentos já sem direito a suporte oficial... e que o potencial para problemas é elevado.

... Por outro lado, parece um pouco fantasioso que a Intel espere que estes clientes troquem para sistemas novos, quando até os actuais CPUs da Intel continuam a sofrer estas vulnerabilidades e só uma futura revisão dos CPUs é que se poderá livrar desta falhas (mas arriscando sofrer de potenciais bugs relativos à "pressa" com que estão a ser feitos...)

1 comentário:

[pub]