2018/04/09

LG G7 virá com botão "AI"?


A LG tem estado a tentar redefinir a sua gama mobile depois dos fracos resultados obtidos nos últimos anos, e poderá voltar à carga em breve com o novo G7 ThinQ.

O G7 ThinQ apareceu no MWC e demonstrou que a LG estaria mais adiantada do que se imaginaria para regressar ao mercado com um novo modelo topo de gama  - depois dos rumores que davam indicação do cancelamento do modelo que originalmente tinha sido planeado. E agora parece que este novo G7 não só irá adoptar o ecrã recortado que está na moda, como também parece incluir um botão adicional extra dedicado exclusivamente a funções AI e que se poderia considerar uma cópia do botão Bixby da Samsung.

É certo que a LG também tem investido em força no seu ecossistema integrado ThinQ, que aplica AI às diversas gamas dos seus produtos, dos televisores aos electrodomésticos; e que nessa perspectiva poderá fazer algum sentido disponibilizar um botão de acesso directo... mas será também preciso manter o realismo de que a esmagadora maioria dos clientes poderá não ter qualquer interesse nisso (bem, se ao menos permitirem configurar o botão para desempenhar outras funções, já será um bónus face à Samsung.)

O G7 de base terá um Snapdragon 845, 4GB de RAM e 64GB. É um valor reduzido para um topo de gama mas que poderá indicar a intenção de disponibilizar uma versão com um preço ultra-competitivo, ao estilo do que a Asus quer fazer com o ZenFone 5Z, que chegará ao mercado com preço abaixo dos 500 euros. Se for esse o objectivo, muito bem... caso contrário, não será fácil encontrar argumentos para que este G7 se destaque.

2 comentários:

  1. E também temos direito a notch :(

    Que tendência mais foleira...porra, parece que não vale a pena lutar contra isto.

    Se bem que já estive com um p20 pro na mão e uma pessoa acaba por se desligar daquilo, mas não era isto que eu esperava para 2018.

    2017 rip headphone jack
    2018 notch

    ResponderEliminar
  2. Mas afinal o que é AI?

    Inteligência artificial? Ou marketing?
    Faz-se umas coisas "engraçadas" que até então não existiam ou se faziam de forma mais complexa, mas daí a "AI" é um passo largo.

    ResponderEliminar

[pub]