2018/04/15

Pilotos ganham máscaras com visão de realidade aumentada


A FedEx vai instalar máscaras anti-fumo nos seus aviões que contam com tecnologia de realidade aumentada para que os pilotos continuem a poder ver a pista mesmo que o cockpit esteja cheio de fumo.

Não deverá haver nada mais preocupante para um piloto de avião do que ver o habitáculo encher-se com fumo ao ponto de impossibilitar ver os instrumentos e o terreno - e no entanto os incidentes de fumo no cockpit continuam a ser bastante frequentes: segundo os dados da FAA, há pelo menos uma aterragem por dia relacionada com fumo na cabine. Situação que terá contribuído para que a FedEx não hesitassem em equipar os seus aviões com máscaras de oxigénio capazes de garantir a visão dos pilotos.

Estas máscaras SAVED (Smoke Assured Vision Enhanced Display) combinam as máscaras de oxigénio tradicionais, com sistemas de visão de realidade aumentada, permitindo que mesmo num cockpit repleto de fumo, o piloto possa "ver" os instrumentos e também imagens captadas por câmaras no exterior do avião que lhe permitirão fazer a aproximação à pista e aterrar com segurança.

Este é um daqueles cenários que nos faz pensar que deveria ser possível controlar um avião remotamente, para que um piloto no solo pudesse comandar o avião mesmo que os pilotos a bordo ficassem completamente incapacitados... mas obviamente que isso também levanta sérias questões de segurança, caso esse sistema de controlo remoto fosse comprometido e usado para efeitos de ataques terroristas.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]