2018/05/26

Apple sabia que iPhone 6 dobrava facilmente - embora dissesse o contrário publicamente


O fantasma do famoso "bendgate" regressa para assombrar a Apple, desta vez com a revelação de documentos internos que comprovam que a Apple tinha conhecimento dessa fragilidade nos iPhones 6 e 6 Plus, embora publicamente sempre tenha negado que havia um problema estrutural de origem.

A posição da Apple relativamente ao bendgate sempre foi negar, negar, negar; mas para além de ser um problema que foi facilmente comprovado acidentalmente comprovado por milhares de utilizadores que descobriam um iPhone "empenado" ao tirá-lo do bolso, acabou por angustiar muitos mais quando, ao fim de vários meses, e mesmo sem "empenos" aparentes, começavam a apresentar problemas no ecrã e touchscreen, em virtude da flexão sofrida internamente - num problema que foi baptizado de "touch disease".

Agora, em resultado do processo contra a Apple que está a decorrer nos tribunais, foram revelados alguns excertos de documentos internos da Apple que confirmam que sabia que estes iPhones iam dobrar com facilidade. Segundo estes documentos referentes aos próprios testes feitos pela Apple, a conclusão foi a de que o iPhone 6 tinha uma probabilidade de dobrar 3.3 vezes superior ao iPhone 5S; e a de que o iPhone 6 Plus poderia dobrar com 7.2 vezes mais facilidade!


Só quase um ano mais tarde é que a Apple, sem dar qualquer satisfação ou explicação, fez alterações no iPhone 6 para o tornar mais resistente, e reduziu o preço da reparação / troca dos iPhones afectados por estes problemas de $349 para $149 - que já na altura poderia ser interpretado como uma "admissão de culpa" silenciosa.

Pois... mas agora comprova-se que realmente não só tinha culpa como sabia que a tinha, mesmo enquanto publicamente dizia o contrário; e mesmo os clientes que pagaram o valor "reduzido" de $149 para corrigir este problema têm todos os motivos para se sentirem enganados, ao serem obrigados a pagar para resolver um problema que a Apple já sabia que ia acontecer.


Que uma marca erre, é chato mas é daquelas coisas que pode acontecer a qualquer uma; que uma marca erre, saiba que errou, mas tente fazer dos seus clientes parvos ao mentir descaradamente... isso já me parece bastante mais difícil de aceitar - e torna-se ainda mais preocupante quando se tratam de situações recorrentes (como no caso da lentidão por conta das baterias gastas)...

7 comentários:

  1. Mas a única coisa que parece ser válida para a Apple e alguns seguidores desta marca, são os 90% de lucro que esta empresa tem no Mundo mobile, e os utilizadores que se ...... pois não posso escrever , mas para bom entendedor meia palavra basta.

    Esta até é uma marca que qualquer geek gosta, mas a sua politica extremamente fechada e as decisões unilaterais que toma excluindo completamente a opinião dos seus clientes e admiradores é bem pior que autismo, porque esse não é selectivo, mas no caso da Apple eles não dão nenhum passo que não vise o lucro, e claro que são os utilizadores que têm de pagar estes lucros astronómicos que a empresa de ano para ano vai aumentando.

    ResponderEliminar
  2. Ai o termo de comparação é o iPhone 5s - com um perfil em caixa retangular totalmente diferente e que só um cego não vê que é maIs resistente?

    Convém é comparar com outros de igual perfil ;-)

    https://www.cultofandroid.com/77033/bendgate-is-back-watch-the-nexus-6p-fold-insanely-easily/

    Se pesquisarem por certo encontram mais :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o nexus 6p não se dobrava, partia-se a meio...

      Eliminar
    2. Não, não é uma questão de comparação... É uma questão de uma empresa saber que o seu smartphone ia dobrar facilmente, e mesmo quando confrontada com isso, ter optado por mentir aos clientes, fãs (e todo o mundo).

      E, como veio a demonstrar mais tarde, era algo que podia ter resolvido...

      Eliminar
    3. "Como se veio a demonstrar mais tarde" - especialmente com outro tipo de alumínio mais resistente que na altura não havia.

      Acho graça é a comparação ser feita com o iPhone 5s, mais pequeno e com um perfil de uma caixa retangular. O iPhone 6Plus, por onde o "bendegate" começou é bem maior e com outro perfil. Aplicando a força nas extremidades e ao meio, só por ser maior, é intuitivo que seja preciso menos força para o dobrar.

      Mas isso não é normal. E sentar-se em cima dele também não.

      Não sei onde descobriste essa de ser fácil dobrar o iPhone 6. Nem a Apple foi condenada a nada. O que se cita é um elemento do processo (da queixa?) sobre a força a aplicar num caso e no outro, sem explicar como é exercida.

      Aliás, associado ao "bendegate" havia outra acusação sobre o ecrã ficar danificado e deixar de funcionar, de que a Apple foi absolvida há poucos dias.

      A malvada da Apple lançou o iPhone 6, com o sucesso que se conhece - "mas devia ter mantido o perfil do Phone 5s que era mais resistente - ou esperar pela caixa que veio a desenvolver mais tarde!"

      Isso é conversa de cruzada contra os infiéis. Esperemos então para ver se era fácil dobrar o iPhone 6 e Plus e por isso a Apple seja condenada a qualquer coisa.

      Eliminar
  3. Comentários como o do @Aires mostram efetivamente o efeito "culto religioso" da Apple. Quando mesmo a própria empresa admite um problema, há sempre um "fanático religioso" a defendê-la... #ValhaMeDeus

    ResponderEliminar
  4. Engraçado que ando a tentar reunir informação sobre este topico.
    Tenho um 6 plus que dobrou ligeiramente, mas que terá inclusive danificado as camaras fotograficas, sim ambas.
    Ao levar a uma loja ca e atraves de um amigo a uma loja no UK ambos dizem que fora garantia custa X, que é o preço trocar por novo extremamente elevado.

    Onde consigo validar que apenas pagaria os 150USD derivado ao bend?

    ResponderEliminar

[pub]