2018/05/13

Avarias nas teclas dos MacBooks dão processo contra a Apple


O novo mecanismo "butterfly" que a Apple adoptou para os teclados dos seus MacBooks nos últimos anos têm sido imensamente criticado e, conhecendo-se a tradição norte-americana, dá agora origem a um processo "class action" contra a Apple.

A Apple revelou este novo sistema de teclas em 2015 com direito a destaque durante a apresentação do MacBook de 12", referindo que este sistema permitia um teclado ainda mais fino mas que permitiria um teclar mais confortável e estável face aos que utilizavam o anterior mecanismo "scissor". A mudança não foi muito bem recebida, com diversos utilizadores a queixarem-se do "toque" destas teclas... mas os verdadeiros problemas começaram a surgir passados alguns meses...

Numa questão de meses começaram a surgir os primeiros relatos de teclas que deixavam de escrever, ou que escreviam de forma repetida a cada toque; e à medida que os meses iam passando os relatos iam aumentando... e o número de teclas que deixavam de funcionar, também.


Aparentemente, o novo mecanismo é bastante mais sensível à sujidade, fazendo com que facilmente possa encravar e não sendo fácil limpá-lo de forma a ficar novamente funcional. Se nos casos ainda na garantia os utilizadores podem sempre recorrer à Apple (embora com o inconveniente de poderem ficar sem o seu MacBook por algumas semanas), nos casos fora da garantia arriscam-se a que lhes seja apresentada uma factura de 700 dólares(!) - que normalmente termina com o utilizador a resignar-se a usar um teclado externo para trabalhar com o seu MacBook.

Mesmo antes deste processo, já tinha sido lançada uma petição para que a Apple trocasse os teclados por outros com outro mecanismo menos problemático, e que até à data já conta com mais de 19 mil assinaturas, que revela que esta situação não se resume a uma "centena" de queixosos a fazer barulho na  internet.

Faltará agora ver se, quer de forma voluntária, quer por resultado do processo (se o mesmo vier a ter desfecho favorável aos queixosos)... a Apple irá tratar de resolver o problema, ou arriscar-se a alienar mais alguns milhares de fãs.

2 comentários:

  1. Não se mexe em coisa que funciona bem.
    Eles querem ser tão diferentes pela positiva que o tiro começa a sair pela culatra. Ficarão para a história como a empresa mais teimosa de todas?

    ResponderEliminar
  2. Por vezes a teimosia pode ser uma virtude, mas neste caso só vejo estupidez, tenho um amigo que deu quase 2.500 € por um portátil da Apple e que ao mesmo tempo comprou um Iphone com 128 GB de memória interna, ele é um fã de há muitos anos da marca, só que ele tanto azar que foi apanhado com os problemas do Iphone e com o teclado do seu portátil, embora a situação com o Iphone esteja mais ou menos resolvida com os updates de software e com uma bateria nova o caso do portátil é bem diferente a Apple não se quer responsabilizar e estão a pedir para reparar o teclado quase 800€, ele sente-se completamente ludibriado pela empresa e embora mantenha o gosto pelos produtos da marca já me disse que não iria comprar mais nada da marca até que ele veja que os utilizadores são para respeitar.

    ResponderEliminar

[pub]