2018/05/22

Google Family Link chega a Portugal


Depois de um prolongado tempo de espera, a Google faz finalmente chegar o seu sistema de gestão familiar "Family Link" a mais 27 países Europeus, incluindo Portugal.

O Google Family Link é a solução da Google para lidar com a questão de querer dar um smartphone ou tablet aos mais pequenos, mas também querer garantir que isso não dá lugar a excessos. Como tínhamos referido aquando da apresentação deste serviço:

O Family Link está concebido para ser utilizado com crianças de idade inferior a 13 anos, e o processo passa pela instalação da app tanto no smartphone do pai/mãe como no da criança. Depois de se interligarem os dispositivos, os pais podem definir a que apps os filhos têm acesso, podem permitir ou recusar remotamente as apps que os filhos queiram instalar da Play Store, ter acesso a relatórios que mostram quanto tempo as crianças estão a usar cada app, e também definir o horário em que o equipamento pode ser utilizado e limites de utilização diário (que podem ser diferentes para cada dia da semana).

No caso de certas apps, as permissões podem ser ainda mais discriminadas, por exemplo no Chrome, há a possibilidade de deixar que o mesmo seja usado para navegar livremente na web, apenas em páginas consideradas "seguras", ou apenas num conjunto pré-aprovado de sites. A app de controlo irá contar com versões Android e iOS, mas o equipamento a ser "limitado" tem que ser obrigatoriamente Android.

O Google Family Link fica agora disponível em praticamente todos os países Europeus, mas o que mais nos interessa é que também Portugal está na lista, significando que a partir de agora será bastante mais simples para os pais controlarem o tipo de uso que os seus filhos fazem dos seus equipamentos Android.

Os equipamentos das crianças terá que ser obrigatoriamente Android, mas a gestão feita pelos pais poderá ser feita tanto a partir de um smartphone Android como um iPhone ou iPad, pois temos a app Family Link para Android e também para iOS.

9 comentários:

  1. A aplicação é de bastante utilidade. Mas considerando os comportamentos recentes da google, acho que convém perguntar que dados irão recolher... :) Com estas aplicações além dos habitos das crianças, que agora ainda mais facilmente vão ser catalogadas, vão ter acesso a todos os "receios" que os pais têm... Confesso que tenho alguma curiosidade para ver onde isto vai parar...

    ResponderEliminar
  2. Criei Há poucas semanas uma conta google para o meu filho e tive de inventar uma data de nascimento para que tivesse mais de 16 anos...agora que (finalmente) chega o family link não se pode usar o mail criado...e não esquecer que para criar as contas no family link há lugar a pagamento de uma taxa !!!

    ResponderEliminar
  3. Acho curioso o serviço ser barrado a maiores de 13 anos, não percebo mesmo a razão dessa limitação.

    ResponderEliminar
  4. Também gostava muito de poder utilizar as funcionalidades de controle parental no Android do meu filho, mas ele já tem uma conta google há uns anos não vou agora criar outra conta, por isso fico a aguardar que o Google nos dê a opção de utilizar uma conta existente para adicionar como filho. Já li que há muita gente a pedir esta possibilidade, já a deviam ter implementado... Pelo menos pode-se adicionar membros aqui https://families.google.com/familylink/ que deve dar para partilhar apps compradas no Google Play pelos membros da família.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu compreendo que é uma pescadinha de rabo na boca, pois as contas existentes é suposto serem de maiores de idade e o family link é destinado a controlar contas de menores, mas se eles arranjarem maneira do próprio dizer que era um pai que geria a conta e agora vai passar a ser uma conta de menor a coisa ficava resolvida.
      Deve ter sido aqui que vi a existencia de mais pessoal a pedir para poder adicionar como filhos contas existentes:
      https://www.androidpolice.com/2017/05/06/google-currently-exploring-solutions-connecting-existing-google-accounts-family-link/

      Eliminar
  5. O Problema é que só da para 7.0 em diante, pensando que só 35% equipamentos no mundo estão nessas condições e reduzindo isso para equipamentos dos miúdos vai la vai... Alem que se for para telemóveis ainda deve haver, agora tablets só com ROM customizadas

    ResponderEliminar
  6. Mas isto ainda não é para partilhar coisas no Google play isso é o play family library que ainda não está disponível em Portugal

    ResponderEliminar

[pub]