2018/06/17

Google Calendar pode partilhar eventos privados sem que o utilizador tenha consciência disso


O Google Calendar é a opção lógica para gestão de eventos entre todos os que usam os serviços da Google, mas existe um detalhe pouco lógico que pode levar a que as pessoas estejam a dar acesso aos seus eventos privados sem terem noção disso.

A Google dá-nos a opção de partilhar calendários com outras pessoas, mas simultaneamente também deixa os utilizadores marcar eventos como privados. A confusão advém do facto de que, quando se está a partilhar um calendário, temos quatro opções à escolha: mostrar apenas se estamos livres ou ocupados (sem que possam ver os nossos eventos); ver toda a informação sobre o evento (nome, descrição, etc.); fazer alterações a eventos; e fazer alterações a eventos e partilhas de calendários.


O que não fica imediatamente claro é que no caso de partilharem o calendário com alguém escolhendo algumas das opções que permite fazer alterações, também estamos a dar implicitamente o acesso a toda a informação que tivermos em eventos privados nesse mesmo calendário.

A melhor opção, para evitar este tipo de situação, será criar um calendário separado destinado a coisas públicas ou que se queiram partilhar; e depois ter apenas um pouco de atenção ao criar os eventos, para que não cometam o erro de meter um evento privado no calendário público.

1 comentário:

  1. Pior, spammers conseguem meter eventos no nosso calendário simplesmente enviando spam para o nosso email, porque o calendário adiciona automaticamente eventos que ele "vê" lá.

    ResponderEliminar

[pub]