2018/06/17

NASA reduziu propositadamente qualidade das fotos lunares de 1967


Antes das missões tripuladas à Lua a NASA enviou várias sondas que tiraram fotos do nosso satélite para se determinar o melhor local para a aterragem. As suas imagens de qualidade reduzida ficaram desde então associadas às limitadas capacidades tecnológicas da época... mas a verdade é que desta vez a NASA estava mesmo a enganar o resto do mundo.

Em plena guerra fria, a NASA não queria revelar as capacidades dos sistemas de observação norte-americanos, sendo que a tecnologia que era usada nas sondas Lunar Orbiter era também usada nos satélites-espião. Embora as imagens lunares reveladas ao público parecessem ter sido recebidas por uma máquina de faz, com qualidade reduzida, a verdade é que as imagens originais eram de qualidade muito superior e que ainda hoje seria considerada excelente.

Ainda nem se sonhando com o mundo electrónico que hoje temos, estas sondas captavam as fotos em película de 70mm, revelavam-na, e depois digitializavam-nas com uma resolução de 200 linhas por milímetro para serem transmitidas para a Terra - usando compressão loss-less analógica. Há cerca de uma década um grupo de entusiastas decidiu tentar recuperar as imagens originais antes que fosse tarde demais (as imagens estavam guardadas em fita magnética), e os seus resultados estão desde há alguns anos disponíveis no site da NASA dedicado a este Lunar Orbiter Image Recovery Project (LOIRP).

... Podem celebrar os fãs das teorias da conspiração que acreditam que a NASA estava a enganar o público relativamente às missões lunares - afinal estava - mas não era a propósito de gravar a chegada à Lua num estúdio... mas sim a de esconder a verdadeira qualidade das imagens que conseguia obter recebidas do espaço.

1 comentário:

  1. Sim ainda hoje inacreditavelmente existem umas terias da conspiração, como se hoje não fosse possivel visualizar da Terra os artefactos deixados na lua pelos Astronautas , haja paciência .

    ResponderEliminar

[pub]