2018/07/10

Empresas de spyware enfrentam ira de "vigilantes" digitais


Algumas empresas que se dedicam à criação e comercialização de spyware estão a enfrentar uma vaga de ataques de hackers que consideram inaceitável a sua actividade.

Milhares de pessoas por todo o mundo não farão ideia que o seu smartphone está a servir como ferramenta de espionagem de tudo o que fazem, por conta de apps de spyware instaladas deliberadamente por quem os quer espiar. Poderão ser pais a querer saber o que os seus filhos fazem, patrões que queiram controlar o que é feito usando os smartphones da empresa, ou intervenientes em relações abusivas que queiram saber o que faz o ex-companheiro. A SpyHuman é uma das empresas que se dedica a essa actividade... mas que agora é atirada para o topo das notícias com a revelação de falhas graves no seu serviço que permitem que qualquer pessoa pudesse ter acesso a informação de outros utilizadores que estão a ser espiados com a sua app.

Embora este tipo de apps só possa sobreviver se existirem pessoas interessadas em utilizá-las - e consequentemente, se há pessoas que procuram este tipo de apps, haverá sempre quem esteja disposto a fornecê-las - há que ter consciência de que cair na mira dos hackers não é algo que se deva subestimar. Ainda há poucos meses a empresa Retina-X, também dedicada a spyware, foi forçada a encerrar depois de um hacker repetidamente apagar todos os dados nos seus servidores, impossibilitando a sua actividade.

Neste caso, a SpyHuman diz já ter resolvido as falhas de segurança (será que sim?)... Faltando agora saber se os seus clientes se sentirão tão confiantes a utilizar a sua app, sabendo que provavelmente não são os únicos a ter acesso aos dados, mas que estão a revelar a vida das pessoas que espiam com o resto do mundo.

2 comentários:

[pub]