2018/07/22

Realizador despedido por causa de tweets de 2008


Nunca subestimem o poder daquilo que dizem publicamente nas redes sociais, mesmo que as consequências possam demorar uma década a manifestarem-se, como aconteceu com o recém-despedido realizador do Guardians of the Galaxy, James Gunn.

James Gunn estava naquilo que se poderia chamar uma maré de sorte, tendo feito sucesso com os dois primeiros filmes dos Guardians of the Galaxy, e estando a caminho de realizar o terceiro, que previsivelmente seguiria o sucesso dos anteriores. Infelizmente, foi também alvo de uma campanha que revisitou o seu passado e encontrou tweets polémicos que ele fez há cerca de uma década atrás, e que agora resultaram no seu despedimento por parte da Disney.

O realizador diz que compreende a decisão da Disney e que apenas pode pedir desculpas por, na altura, ter dito coisas que tentavam ser provocadoras mas que agora reconhece não terem piada nenhuma e serem insensíveis (eram tweets alegadamente satíricos que faziam referências sexuais a menores, piadas sobre violações, e outras coisas do género). Coisas que mesmo tendo sido ditas há uma década atrás, numa fase completamente diferente da sua vida... vêm agora estragar aquilo que parecia ser um caminho garantido para o sucesso.

Quanto mais não seja, poderá ser um exemplo que ajude muitas outras pessoas a pensarem naquilo que publicam... Sendo que uma boa regra é: na dúvida, mas vale estar calado - especialmente se a alternativa é dizer algo que ficará imortalizado na internet para todo o sempre (mesmo que depois se façam todos os possíveis para tentar eliminar o que se disse).

7 comentários:

  1. Tem 51 anos. Há uma década tinha 41, portanto não era um adolescente sem noção do que é a vida adulta. A desculpa de “que era uma outra época da vida” não cola.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei como terá sido este caso, mas aconselho-te a espreitar o Howard Stern para veres um exemplo perfeito do que é "mudar" dentro da vida adulta. (Eu fiquei de queixo caído ao vê-lo na entrevista com o Letterman na Netflix... :)

      Eliminar
    2. "Eu gosto quando rapazes pequenos me tocam naqueles partes..."

      Isto é nojento e só pode ser escrito por alguém com tendências pedofilas e esse tipo de tendências não mudam com a idade!

      Acho que depois disso ele não poderia fazer parte da Disney! Nem pensar!

      Eliminar
  2. O Salazar deve estar a rir-se na campa..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não confundas liberdade de expressão com apelos ao ódio (contra judeus) e á pedofilia!

      Eliminar
  3. Considerando o background racista da disney não podem refilar muito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim a Disney é "racista" e porca mas este gajo também o é!

      Eliminar

[pub]