2018/07/01

Sites continuam sem saber como lidar com o GDPR


O novo regulamento de protecção de dados europeu já se encontra em vigor há mais de um mês, mas muitos sites parecem continuar sem saber como lidar com estes novos requisitos, relançando a questão: para quando os primeiros processos nos tribunais... e multas?

Embora o GDPR tenha por missão dar maior controlo aos cidadãos europeus sobre a utilização dos seus dados, a triste realidade é que na prática pouco tem mudado - a não ser que agora se tem um popup mais complexo que se tem que clicar para aceder à maioria dos sites (em vez do anterior popup dos cookies).

É certo que alguns sites vão ao ponto de discriminar o tipo de cookies que utilizam e dão aos visitantes a opção para activar ou desactivar o tracking em função das categorias; mas a maioria limita-se a aplicar uma pergunta geral que é "tudo ou nada". Muitas vezes, clicar na opção que diz que não se aceita nada acaba por nem sequer deixar aceder ao site; sendo que se fizer um reload já se consegue ver o site (sem que seja feita nova pergunta) mas ficando no ar a dúvida sobre se realmente não estará a ser feito qualquer tracking. (Quanto aos contactos indesejados via telefone, também continuam a ser feitos...)

A situação parece ser mesmo propícia para que em breve comecem a chegar aos tribunais os primeiros casos de abusos do GDPR, e será de esperar que os primeiros visados sejam as empresas tecnológicas que possam "contribuir" com mais alguns milhões de euros para os cofres europeus...

3 comentários:

  1. Se escreve um texto em português pode e deve também referir-se à Directiva Europeia como RGPD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho um carinho muito especial pelo Carlos, mas neste aspeto, estou de acordo com o Sppex.
      Há que ter esta coragem de não ter "vergonha" de usar o nosso próprio idioma num blogue sobre tecnologia.

      Não soa bem? Não parece bem? Não importa! É à nossa maneira.
      Os ingleses e os americanos não são o "deus supremo" na terra!
      (e mesmo assim, nem que fossem!) ;)

      Eliminar
    2. E se têm seguido o assunto, sabem que por norma refiro-me a ambos RGPD/GDPR... mas desta vez escapou. :)

      Eliminar

[pub]