2018/08/08

ISPs britânicos cortam nas velocidades anunciadas após regras mais apertadas


Em resposta às novas regras mais apertadas contra a publicidade enganosa, a maioria dos operadores de telecomunicações britânicos foi forçado a reduzir a velocidade da internet nas suas propostas publicitárias.

No Reino Unido a utilização das ofertas "até X Mbps de velocidade" nas ligações à internet tinha-se tornado numa autêntica piada, pois bastava que 10% dos clientes tivesse essa velocidade para que os operadores pudessem usar essa velocidade de referência na sua publicidade - mesmo que 90% dos clientes apenas conseguisse obter velocidades muito mais reduzidas.

Com as novas regras, os operadores só podem fazer publicidade a velocidades que estejam pelo menos disponíveis para metade dos seus clientes, mesmo nos períodos mais congestionados do dia. O resultado foi o de que muitos operadores que prometiam velocidades de até 17Mbps agora tenham actualizado as ofertas para uns mais realistas "até 10Mbps" - sendo que outros optaram pela táctica ainda mais simples de nem sequer anunciarem a velocidade, ou removendo a designação da velocidade dos seus pacotes.

É pena que situações como estas sejam perpetuadas pelos operadores de telecomunicações até que haja intervenção das entidades reguladoras, contribuindo para o eterno clima de desconfiança que estas empresas têm junto dos seus clientes. Por cá já tivemos que superar coisas como o tráfego diferenciado entre internet "nacional" e "internacional"; a tentativa de redefinir o "ilimitado" com limites; e actualmente aguardamos pela resposta dos operadores ao pedido de alterações nas tarifários mobile com tráfego discriminado por serviços... Vamos lá se os operadores nacionais aproveitam a oportunidade para fazer o correcto, ou se arranjam subterfúgios para contornar a situação e manterem a discriminação na contabilização dos dados.

7 comentários:

  1. Por cá o maior aldrabão é a NOS, aguentei uma Internet miserável durante 2 anos (prazo de fidelização) onde a media era entre 17 e 22 megapixels numa velocidade contratada de 200 megapixels. Pagava mais de 60 euros por mês e só me melhoravam a situação (temporariamente, claro, como sempre fazem, que é um truque porco para nos irem fidelizando) se eu mudasse de pacote. Já para não falar dos míseros 1,5 gb de internet por cartão que não chegava nem ao meio do mês (embora inicialmente tenham sido mais 5 gb). Agora mudei (na semana passada) para a MEO e tenho mais de 400 megapixels... o máximo é 400 mas na maioria das vezes passa disso. Porque o MEO traz a fibra até á nossa casa em vez de usar os cabos velhos do telefone. Agora sim tenho internet boa. Tanto no pc como no telemovel. E não recomendo a NOS a ninguém porque é do pior que pode haver e tudo o que nos prometem é MENTIRA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ordep,a NOS usa cabos de telefone? Isso é a meo. E acho que querias dizer megabits

      Eliminar
  2. Bem, isso até me parece bom. Se eles oferecem megapixels, acho nem seria caso para ficar descontente, pois não?

    Olha, vou ali beber uma coca-bola.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em minha casa tenho 100Hz orientados ao norte verdadeiro. :^)

      Eliminar
  3. A verdade é que aqui em Londres as internet, independente da operadora, são todas péssimas. A medida que se sai do centro, se consegue notar a diferença. Quanto a móvel, não tenho queixas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. True! Internet em Portugal é um mimo comparado com o resto... A malta só quando sai dai é que percebe a sorte que temos em algumas coisas

      Eliminar

[pub]