2018/08/09

Qualcomm apresenta Snapdragon 670


A gama média é hoje dos segmentos mais concorridos e a Qualcomm tem um novo Snapdragon que aproxima as prestações desta gama com o segmento superior: o Snapdragon 670.

Procurando encurtar distâncias para o segmento premium, a Qualcomm apresentou o Snapdragon 710, que tinha como particular novidade o facto de apresentar os núcleos Kyro 360 e um processo de fabrico de 10nm, que também podemos encontrar no Snapdragon 845.



Para renovar as propostas na gama média, a Qualcomm já lançou o Snapdragon 632, que recebe agora a companhia do 670 que se vai situar entre este último e o Snapdragon 710.




O novo Snapdragon 670 tem dois núcleos Kryo 360 A75 - Gold (para desempenho) a 2.0GHz e seis núcleos A55-Silver (para eficiência) a 1.7GHz. A cache L1 tem 64KB e 32KB (Gold/Silver), 256KB e 128KB (Gold/Silver) na cache L2 , e 1MB de cache partilhada L3 que também podemos encontrar nos processadores de maior desempenho da Qualcomm.

Snapdragon 670 com ganhos de 15% face ao 660

Em termos de ganhos face ao Snapdragon 660 com um arranjo Kryo 260 4+4, núcleos A73 e A53 a 2.2GHz e 1.8GHz respectivamente, a Qualcomm  avança valores na ordem dos 15%. Este resultado está em linha com os 20% anunciados para o Snapdragon 710 (face ao Snapdragon 660), com os 200MHz extra dos núcleos Gold a permitirem este ganho de 5% relativamente ao Snapdragon 670.

No que diz respeito à parte gráfica, o novo 670 recebe um GPU de alto desempenho, com o Adreno 615 a oferecer ganhos 25% superiores ao Adreno 512 que encontramos no Snapdragon 660. Comparativamente, o GPU Adreno 616 do Snapdragon 710 permite ganhos de 35%, pelo que se torna mais adequada para ecrãs com resolução QHD+, ao passo que o Snapdragon 670 tem como alvo os ecrãs Full HD+.

Este Snapdragon 670 conta com um processador de imagem Spectra 250 ISP (tal como o 710), que permite suportar um sensor único de 25MP, ou dois de até 16MP. Apresenta melhorias na estabilização de imagem, detecção activa de profundidade, processamento de várias frames por imagem, redução de ruído, slow motion e gravação de vídeo 4K a 30fps. Conta ainda com um modem Snapdragon X12 LTE modem capaz de fazer downloads a 600Mbps (Cat 15) e uploads a 150Mbps (Cat 13), Wi-Fi 802.11ac 2x2 , Bluetooth 5 e suporta o sistema de carregamento Quick Charge 4+.

Em termos de chegada ao mercado, é de esperar que sejam lançados smartphones com este Snapdragon 670 perto do final do corrente ano.

3 comentários:

  1. Vai acontecer o mesmo que aconteceu com o 660 e o 625...
    Poucos smartphones foram lançados com o 660, as marcas optaram quase todas por usar o 625 para contenção de custos e ter margens de lucro maiores. Neste caso as marcas irão optar de certeza pelo 632 em vez do 670, poucos telemóveis iremos ver com o soc 670...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu penso que irão mais para o 636...

      Eliminar
    2. Sim concordo, foi um engano... estava a pensar no 636 mas depois ao ler o 632 escrevi 632...
      Numa altura destas ainda continuam a sair telemóveis com o 625!!
      O 670 irá ter umas prestações e preço muito aproximado dos topos de gama como aconteceu com o 660 e as marcas irão todas para a versão abaixo...

      Eliminar

[pub]