2018/08/20

Smartphone dobrável da Samsung imaginado por fãs


Em Janeiro a Samsung vai revelar - finalmente - o seu primeiro smartphone com ecrã dobrável, e embora ainda não tenham surgido "leaks" referente ao seu aspecto, isso não impede que vários fãs tentem imaginar como será.

O site NieuweMobiel pediu a Jonas Dähnert que criasse uma antevisão de como poderá ser este smartphone que marcará a entrada na era dos ecrãs dobráveis, e os resultados são... ambíguos.

A ideia é a de que os ecrãs dobráveis permitirão satisfazer o desejo de ter dispositivos móveis com ecrãs cada vez maiores, sem que isso implique enfiar um tablet no bolso - ou melhor dizendo, será possível meter um tablet no bolso, dobrando-o.


Com o smartphone desdobrado, não há nada a apontar, teremos um smartphone idêntico a muitos dos smartphones full-screen que já existem no mercado. A diferença é que este smartphone com ecrã de cerca de 7" poderá ser dobrado, e é aqui que começam as complicações.


Neste "render", o ponto de dobragem do ecrã não é exactamente ao meio, o que permite que mesmo com o ecrã dobrado se mantenha visível uma parte do ecrã, o que é uma excelente ideia para apresentar notificações ou outra informação sem que tenha que abrir o ecrã por tudo e por nada. No entanto, apresenta-nos um raio de dobragem que torna a dobra bastante volumosa, e que me parece que seria um verdadeiro "desastre à espera de acontecer", bastando que alguém se sentasse em cima dele, ou fizesse um pouco mais de pressão num bolso, para o partir.

Penso que não será este o caso, uma vez que temos visto protótipos de ecrãs dobráveis com raios de dobragem mais reduzidos há anos, e mesmo tratando-se de um modelo que servirá como "pioneiro" deste sector, a Samsung quererá garantir que não seja um modelo que dê origem a um "break-gate" - ainda mais quando se vai falando que este poderá ser um smartphone com preço lá para os lados dos 2000 euros.

Seguramente que à medida que nos aproximamos de Janeiro começarão a surgir leaks sobre o aspecto final deste Samsung com ecrã dobrável, a não ser que a Samsung tenha conseguido implementar políticas ao estilo dos velhos tempos de Steve Jobs na Apple (e que nem mesmo a própria Apple tem conseguido manter nos últimos anos).

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]