2018/09/07

À conversa com Michael Mao, responsável pela área de consumo da Huawei em Portugal


Durante a nossa visita à IFA 2018, tivemos oportunidade de falar com Michael Mao, responsável pela área de consumo da Huawei em Portugal, sobre os resultados da marca no nosso país e quais as perspectivas para o futuro, com o Mate 20 e a Inteligência Artificial a serem dois dos temas em destaque.

Recentemente ficámos a saber que no mês de Maio, a Huawei tinha conseguido chegar ao primeiro lugar nas vendas de smartphones em Portugal, posição que manteve nos meses de Junho e Julho. As vendas dos P20 e P20 Pro contribuíram fortemente para este resultado, com a marca chinesa a registar um crescimento de 5X, face ao mesmo período do ano anterior. Os resultados financeiros também apresentaram melhorias, com a Huawei Portugal a conseguir um aumento de 30% na receita.

Reconhecimento da marca é base do seu sucesso

Segundo o homem forte da Huawei Portugal, os níveis de reconhecimento e consideração da marca, e dos seus produtos, aumentaram de forma significativa. Esta opção não ficou apenas limitada ao segmento premium, tendo o P20 Lite obtido também excelentes resultados nas vendas, dominando o segmento dos 300 aos 400 euros, em Portugal.

A estratégia da Huawei passa, segundo Michael Mao, por dois eixos, com a série Mate a ter o seu foco na produtividade e desempenho puro e a Serie P a ser pensada para quem dá mais importância ao design, estilo e criatividade. Estes produtos são complementados com as versões Lite, que têm nas gerações mais novas o seu alvo preferencial, permitindo o acesso a um produto de qualidade a um preço mais acessível.

O Mate 20 vai ser um grande smartphone

O novo Kirin 980 foi um dos temas abordados, com o responsável da Huawei a fazer referência à capacidade de processamento (desempenho e inteligência) deste processador, que como já é público, vai ser utilizado no Mate 20 e no Honor Magic 2. A fotografia e a gestão do consumo energético, são duas áreas que irão beneficiar da utilização do Kirin 980, que terá ainda o apoio da nova plataforma HiAi 2.0, que disponibiliza mais interfaces para que os developers possam tirar partido das potencialidades do novo processador.

Estes foram argumentos suficientes para levar responsável pela área de consumo da Huawei em Portugal a garantir que "o Mate 20 vai ser um excelente smartphone".

Inovação é a palavra de ordem

O investimento em R&D (mais de 10 mil milhões de dólares no último ano) permitiu desenvolver a nova plataforma, com o duplo NPU do Kirin 980 a abrir novas possibilidades para o consumidor, com múltiplos cenários de utilização. É esta inovação que permite desenvolver novas tecnologias para melhorar a vida dos consumidores, com o smartphone a adaptar-se, prevendo acções futuras, e antecipando-se ao que irá acontecer. Este processo de aprendizagem é fundamental para que o smartphone possa dar a resposta ideal, em função do tipo de utilização a que é sujeito, moldando-se às necessidade de cada utilizador.

O consumidor em primeiro lugar

Michael Mao considera que ocupar o primeiro lugar do pódio do mercado mobile é o resultado final, mas que o mais importante para a Huawei é poder apresentar produtos de qualidade ao consumidor. Portugal foi mais uma vez dado como exemplo, com o reconhecimento da marca a acompanhar o primeiro lugar no mercado nacional, o que segundo o responsável da Huawei, é a melhor prova de que os portugueses gostam dos smartphone da marca chinesa.

A estratégia da Huawei é focada no consumidor, e isso é algo que a marca não quer que termine no momento em que se sai da loja; tendo apostado na criação dos centros experiência em Lisboa e Porto, para fornecerem um suporte de proximidade continuado.



Agradecemos a oportunidade e o tempo cedido por Michael Mao para esta conversa. Agora resta-nos aguardar até ao próximo dia 16 de Outubro, para ficarmos a conhecer o novo Mate 20 e ver o que o novo Kirin 980 é capaz de fazer; e posteriormente, que inovações a marca irá preparar para o sucessor do P20 Pro no início de 2019.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]