2018/09/26

Bryan Adams luta pela reversão dos Direitos de Autor


No Canadá discute-se a reforma dos direitos de autor, e enquanto por cá se fala de taxas de links e censura nos uploads, por lá temos artistas consagrados a pedir uma alteração bem mais simples e justa para os autores: poderem reaver os direitos sobre as suas criações em tempo útil.

Lá, como cá e na maioria dos países, as leis dos direitos de autor não estão orientadas para proteger directamente os ditos autores, mas sim as entidades que dominam o sector. São estas as entidades que facturam milhões e depois pagam cêntimos aos autores e artistas, e que não hesitam em usar todo o seu poderio para se aproveitarem ao máximo dos autores em início de carreira, mais vulneráveis.

No Canadá, um autor pode reaver os direitos sobre as suas criações... 25 anos após a sua morte. Ora, Bryan Adams propõe uma alteração bem simples, de que essa reversão dos direitos de autor deveria acontecer 25 anos após a cedência dos direitos; o que permitiria aos autores desfrutarem daquilo que criaram enquanto ainda têm esperança de poder estar vivos, libertando-se de condições abusivas que foram obrigados a aceitar quando "não tinham alternativa".

Ora aqui está uma alteração à lei dos direitos de autor com a qual todos podemos concordar, e que - sem qualquer dúvida - beneficiaria directamente os autores. Porque motivo não são estas as propostas que vemos na reforma dos direitos de autor, nem as supostas entidades de defesa dos autores a combater por alterações assim? No mínimo, dará que pensar... não?

2 comentários:

[pub]